Astrologia & Arte: mais Botticelli e mapa de “Fêmea Alfa”!


“O nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli (1483). Galleria degli Uffizi, Firenze. Segundo relatos, Vênus surgiu em Páfos, na Ilha de Chipre. Outros dizem que ela pousou em Cítera, próximo à costa sul da Grécia. Ambas as ilhas foram dedicadas a seu culto.

“O nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli (1483). Galleria degli Uffizi, Firenze. Segundo relatos, Vênus surgiu em Páfos, na Ilha de Chipre. Outros dizem que ela pousou em Cítera, próximo à costa sul da Grécia. Ambas as ilhas foram dedicadas a seu culto.

Obrigada Luciene por mais um super post! 

Amigos do ConsueloBlog, conforme prometido, neste Post complementar trazemos mais belezas do renascentista florentino Sandro Botticelli, com a análise de mais algumas obras, algumas curiosidades a seu respeito e o mapa de uma amiga do Salotto, angustiada pelo que diz ser sua “sina”.  Luciene Felix Lamy

Quando se pensa em beleza, sensualidade e perfeição, basta fechar os olhos e imaginar “O nascimento de Vênus”. Por conta de tamanho lirismo e delicadeza, esse quadro tão sublime, de quase três metros de largura, é considerado um dos símbolos do movimento renascentista.

A cena retrata o momento em que Vênus (Afrodite) surge da água. Segundo o antigo poeta grego Hesíodo, em sua obra “Teogonia” (cerca de 600 a.C.), a esplendorosa deusa do amor e da beleza, a entidade que preside o encontro, a união ou, numa linguagem freudiana, a pulsão de libido, nasce após Saturno (Chronos), o Tempo, ceifar os órgãos genitais de seu pai, o Céu (Ouranós). Do esperma que fecunda a espuma do mar (aphros), nasce o amor, e do sangue, a vingança (personificada pelas Erínias, que já conhecemos AQUI.)

Sobre o simbolismo presente na obra, podemos dizer que, enquanto à esquerda temos o casal composto pelo vento Zéfiro e a ninfa Flora, conhecida pelos gregos como Clóris (ele transformará em Primavera) soprando vida e animando a deusa Vênus, do lado direito vemos a alegoria da Hora, que é filha de Têmis, a justiça divina (noutras versões, trata-se da própria Primavera), que se apressa para cobrir-lhe a nudez com um belíssimo manto de flores.

Uma das interpretações é de que assim é o amor, paradoxalmente, sensual e casto. Ou, corpóreo, carnal, mundano e também espiritual, idealizado, platônico.

As laranjeiras por trás da Hora (Primavera) estão carregadas de flores brancas com pontas douradas. E as folhas também trazem nervuras em ouro, assim como o próprio tronco. É como se todo o bosque estivesse imbuído da presença irradiante da deusa do amor e da beleza.

Nas vestes da Hora (Primavera) observamos uma espécie de cinto adornado de rosas e, em torno de seus ombros, uma delicada guirlanda de mirta verde, símbolo do amor eterno.

Todas as figuras parecem flutuar. A concha, na antiguidade grega, era uma metáfora para o órgão genital feminino. Observem também que o autor retrata as ondas próximas à concha fielmente, afastando-se, pinta-as apressadamente em “V”.

É característico de Botticelli pés e mãos expressivos, bem delineados, com dedos longos. O pescoço e os ombros – propositalmente – não seguem as proporções anatômicas reais. Discutiremos melhor o porquê dessa suprema divindade estar ladeada por essas alegorias no próximo Post, que será dedicado a ela. Por enquanto, basta que atentemos ao fato de que Afrodite está cercada por duas ações bem distintas: uma que, de certa forma, a desnuda e outra que a vela, certamente impondo pudor.

Botticelli optou pela pose conhecida por “Vênus Pudica” (observe o acanhamento da deusa ao tentar esconder os seios com uma das mãos e a região pubiana com os cabelos). Outros artistas preferiram retratá-la numa pose mais sensual, chamada de “Vênus Anadyomene”, quando ela surge nua, enxugando seus longos cabelos.

Detalhe do rosto de Vênus, cujos traços, segundo os estudiosos, também foi inspirado na mais bela donzela florentina, Simonetta Vespucci.

Detalhe do rosto de Vênus, cujos traços, segundo os estudiosos, também foi inspirado na mais bela donzela florentina, Simonetta Vespucci.

Representante do ideal de beleza clássica muito admirado no início do Renascimento, em especial nos círculos intelectuais de Florença, a Vênus de Botticelli expressa um olhar longínquo. Segundo Robert Cumming, os rostos pintados por ele parecem recolhidos em seu mundo interior, perdidos em seus pensamentos.

O artista sempre destaca a estrutura óssea sob a pele, maxilares bem marcados e narizes elegantes. No entanto, a severidade dos traços do rosto é abrandada com a suavidade dos ondulados cabelos dourados.

Será que algum outro artista conseguiu expressar com tamanha maestria, lábios tão convidativos a um beijo quanto esses?

Será que algum outro artista conseguiu expressar com tamanha maestria, lábios tão convidativos a um beijo quanto esses?

Detalhe de uma das rosas presentes no “Nascimento”.

Detalhe de uma das rosas presentes no “Nascimento”.

Segundo o mito, a rosa, flor consagrada a Vênus, foi criada no seu nascimento e por sua delicada beleza e fragrância, simboliza o amor. A presença de espinhos seria para nos lembrar que ele, o amor, também pode nos ferir.

Marte e Vênus, de Sandro Botticelli (1483). National Gallery, Londres.

Marte e Vênus, de Sandro Botticelli (1483). National Gallery, Londres.

Já nesta obra, numa clareira rodeada de mirtos, quatro faunos (sátiros) ainda crianças brincam com o elmo e a espada do temível deus da guerra, Marte (Ares). Ele está adormecido, estampa na face a sensação cansaço e, desarmado, encontra-se totalmente submisso à deusa do amor e da beleza, Vênus (Afrodite).

Sereno e imperturbável, ele parece entregue a um sono profundo (nem mesmo o trompete do fauno em seu ouvido o desperta), talvez devido à exaustão do ato amoroso. E eis o bélico Marte vulnerável, rendido. Dizem que Botticelli teria se inspirado no rosto do próprio Juliano Médici, para essas pinceladas.

Vênus (Afrodite), que parece uma recatada noiva, de branco com detalhes em dourado arrematado por um broche em forma de flor, contempla o rosto do amado, expressando delicada feminilidade. Seu rosto é todo paz.

Ao observarmos a face de Marte e imediatamente dirigirmos o olhar para a face de Vênus, concluímos que há uma união de opostos que se complementam (sono e vigília), garantindo a felicidade do casal. Entretanto, é ela que, desperta, mantém o controle da situação. Atentemos ao sublime que Botticelli explicita nessa obra: é com lucidez, toda doçura e delicadeza que mantêm-se total domínio sobre essa violenta divindade. Sim! O amor vence a guerra.

Madonna com o menino e coro de oito meninos, de Sandro Botticelli (1478). Staalich Mussen, Berlin.

Madonna com o menino e coro de oito meninos, de Sandro Botticelli (1478). Staalich Mussen, Berlin.

Mais uma vez, constatamos a beleza do sublime: nos lírios brancos, na riqueza de detalhes nas vestes do coro de meninos e nos véus da Virgem. O semblante dela é de ternura, seu olhar “perdido”, transmite piedade, compaixão e a mais profunda paz.

Os “fios de ouro” de que são feitos os cabelos, os preciosismos na renda do véu dessa pudica Madonna, são detalhes que nos faz reconhecer o grau de perfeição alcançado por Botticelli.

Detalhe do coro de meninos.

Detalhe do coro de meninos.

É curioso como Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi ficou conhecido por Sandro Botticelli. Sabemos que Sandro é diminutivo de Alessandro, mas Botticelli é porque “Il Botticello” significa pequeno barril e assim era conhecido um dos irmãos mais velhos de nosso renascentista.

A letra “i” ao final de Botticello surgiu mais tarde e isso porque os estudiosos pensaram que se tratava de um nome de família, como os Médici -, já que na época estes eram geralmente no plural, que em italiano termina em “i”.

Palas Athena (Minerva) e o Centauro (1482). Galleria degli Uffizi.

Palas Athena (Minerva) e o Centauro (1482). Galleria degli Uffizi.

Como esclarecemos no Post anterior (AQUI ), o pioneirismo de Botticelli consiste na ousadia de ter resgatado a cultura pagã, retratando faunos, centauros, deuses e alegorias.

O regresso de Judith a Betulia (1472-1473), Galleria degli Uffizi, Florença.

O regresso de Judith a Betulia (1472-1473), Galleria degli Uffizi, Florença.

Observem que as vestes, tanto de Judith quanto da serva que a acompanha, deixam o abdome “soltinho”, à vontade. Destacar o ventre, aludindo maternidade é comum na moda da época, pois trata-se de um valor positivo para a cultura renascentista.

Perfil do poeta Dante Alighieri, por Sandro Botticelli (1495). Conhecido como “il sommo poeta”, o autor da “A Divina Comédia” nasceu em Florença, por volta de 1265 e faleceu de malária, em 1321.

Perfil do poeta Dante Alighieri, por Sandro Botticelli (1495). Conhecido como “il sommo poeta”, o autor da “A Divina Comédia” nasceu em Florença, por volta de 1265 e faleceu de malária, em 1321.

Trecho da ilustração sobre o inferno, na Divina Comédia, por Botticelli.

Trecho da ilustração sobre o inferno, na Divina Comédia, por Botticelli.

Sandro Botticelli: o artista brincalhão!

Transcrevo abaixo, na íntegra, o relato de um episódio sobre esse lado leve e divertido de nosso artista. A fonte é a obra “Renascimento”, Coleção Quero Saber, da Editora Escala.

“Botticelli era conhecido como um grande brincalhão pelos seus contemporâneos e possuía um humor muito agradável. Conta-se uma passagem muito curiosa sobre o seu comportamento em sua oficina, onde ele teria pregado uma peça em seu discípulo Biagio.

Na época, era comum que os ajudantes fizessem reproduções de obras de seus mestres e vendessem a colecionadores. Biagio havia executado uma bela cópia de um dos quadros de Botticelli: uma Madona rodeada de anjos.

O artista encontrou aí uma oportunidade perfeita para brincar com seu discípulo e o fez acreditar que havia encontrado um comprador para a sua reprodução. Aconselhou-o a colocar o quadro em um lugar iluminado e alto, para que o interessado se encantasse assim que visse o trabalho pagando o preço desejado.

Feito isso, Biagio foi até o endereço do comprador convidá-lo para uma visita no dia seguinte. Enquanto isso, Botticelli e Jacopo, outro aprendiz do ateliê, colocaram sobre as cabeças dos anjos recortes coloridos de papel, imitando chapéus.

Quando Biagio chega com o comprador leva um susto. Mas como o colecionador estava ciente do gracejo de Botticelli, finge que não percebeu nada de estranho e elogia muito a qualidade da obra.

O jovem sai para acertar a venda em 6 florins de ouro, o preço combinado e, ao voltar, percebe que os recortes haviam sumido. Biagio não entendendo o que pode ter acontecido pede explicações a Botticelli e Jacopo, que afirmam que tudo não passou de uma alucinação dele, encantado com tanto dinheiro.”

 

Análise do mapa de uma “fêmea alfa”!

Mapa Fêmea Alfa

Sobrevoando a mandala….

É capricorniana, ou seja, seu nome é trabalho. Trabalho e responsabilidade.

O Ascendente é Áries, conferindo certa impetuosidade, ousadia, pioneirismo, determinação.

A Lua está em Touro, o que equilibra o Ascendente pois sintoniza com feminilidade, augura posses e dota de grande capacidade de perseverar, também certa preguiça física e apego ao conforto material. Estando na Casa 2, oscila entre períodos em que enche e outros que míngua. Mas conta com boa “intuição” em finanças.

Júpiter em Gêmeos na Casa 3 informa que é inteligente, falante, escreve, faz muitas viagens curtas e tem irmãos.

Câncer na Casa 4 assinala base, chão, família, alicerce, amparo, esteio, amor e zelo dos pais. E, estando o regente em Touro, só corrobora o que foi dito.

Leão na 5ª Casa, a dos jogos amorosos, incute o desejo de ser tratada como rainha, paparicada e de que é autoafirmativa no amor. Bom augúrio para filhos, que serão importantes, famosos ou brilhantes. E também sorte no jogo!

Com a conjunção Plutão e Urano em Virgem, na 6ª Casa, seu dia a dia é incomum e agitado, mas assinala que esses dois poderosos e imprevisíveis planetas estão focados em construir e trabalhar se aprofundando, imiscuindo-se nos mínimos detalhes, seja lá do que for. Observem que o preciosismo virginiano na 6ª Casa impulsiona o sucesso, já garantido pelo Sol na 10ª Casa.

A 7ª Casa é Libra, signo regido por Vênus, indicando que casa sempre que quiser, não fica só. Se ficar, é por questão de trânsitos, ou seja, fases, coisa passageira. Mas o mapa assinala sorte em firmar parcerias, contratos, associações.

Netuno ocupa o signo de Escorpião, na 8ª Casa. A morte será inconsciente, talvez anestesiada, afogada, envenenada. Há tendência a restar engano, fantasia e ilusão após as parcerias, contratos e associações (embora esses venham fácil). Escorpião em seu “domus” augura heranças.

Mercúrio em Sagitário na Casa 9: uma mente apta a ensinar, alargar os horizontes, assinalando sucesso internacional. Abertura e muita sorte em países distantes. Publicações internacionais.

Sol em Capricórnio na 10ª Casa, o “domus” natural da cabra: essa é a marca de quem atinge o topo, de quem brilha aos olhos do mundo. Assinala elevado “status” profissional. Augura admiração pelos pares. Tem “crachá”, é respeitável. Um Sol (ou Leão) na 10ª Casa (que é o ponto mais elevado de uma mandala) é assinatura de “fêmea alfa”. Falaremos disso, adiante.

Marte em conjunção com Vênus indica parceiros sexuais à disposição. Se faltar sexo, será por conta de algum trânsito, ou seja, será passageiro e circunstancial, pois o par encontra-se juntinho, assegurando relacionamento físico (se assim o desejar) sempre que quiser, até o fim de seus dias.

Estando ambos, Marte & Vênus, em Aquário, preza a liberdade e as amizades acima de tudo. Não se enquadra em padrões conservadores, está além do que preza e roga o senso comum. Com Marte na 10ª Casa a energia e as armas são colocadas à disposição da carreira.

Vênus na 11ª Casa augura boas amizades e bom entrosamento com o grupo e as associações às quais pertence, podendo até liderá-los. O Ascendente em Áries contribui para isso.

Quanta coisa bacana, não é mesmo? Mas eis que chega o bom e velho Saturno, regente de Capricórnio e… Bem, vamos analisá-lo!

Saturno em Peixes na 12ª Casa. Sem dourar a pílula, leio: tendência à depressão, ao isolamento, apreço pelos bastidores. Em quadratura com Plutão, fascínio pela morte, pelo mistério, pelo oculto, o além. Atração mórbida pelo fundo do poço (ou pior, pelo subsolo do fundo do poço) aliada a uma exigência psíquica de regeneração (Saturno), culmina numa ferrenha capacidade de reerguer-se.

Devaneios, fantasias e ilusões… Empenha-se em construir alicerces (Saturno) em areia movediça (Peixes). Trata-se de uma psique vasta e riquíssima, poderia escrever, pois tem garantia de muito sucesso criando ficções. Nutre compaixão pelos demais, é solidária, solícita, benevolente. Preza o isolamento e o hábito de fazer retiros lhe faz bem à alma. Mas precisa estar consciente da necessidade de equilibrar essa tendência “natural” de atender prontamente ao chamado do inefável, do caos, do indizível.

Em termos de trânsitos, está com sorte no amor (Júpiter em Leão) e terá a Fé abalada (Saturno em Sagitário).

As dúvidas: é “sina”? E, é esse?

desenho de mulher

Como o próprio mapa aponta, há propensão ao casamento (Libra na 7ª Casa) e já foi mesmo casada algumas vezes. Entretanto, em todas as uniões, sentiu-se lesada do ponto de vista financeiro, tendo que pagar pensão, indenizar e sofrer golpes dos parceiros, inferiores em termos de posses.

Agora, na faixa dos 50 anos, reencontra um antigo namorado que, embora lindo, disponível e prestativo, apressou-se a mudar-se para sua casa e, infelizmente, não dispõe de meios para dividir as despesas ou mesmo contribuir com alguma parte.

Encontra-se diante da angústia de querer saber se é essa mesmo sua “sina”, a de só arranjar namoridos desprovidos de condições sequer equivalente à sua, impedindo-a de, ao menos, poder dividir a conta.

Minha resposta sobre essa “sina”, baseada no que vejo no mapa dela é… Sim. Não necessariamente tão golpistas (como revelaram-se os maridos e o namorido anterior) ou desprovidos (como o atual), mas em condição econômica inferior à sua.

O problema é que à nossa geração foi incutida a ideia de que, independente do sucesso que a mulher possa vir a alcançar, ainda é preferível ter ao lado o “macho alfa”, aquele todo poderoso, que adentra à caverna glorioso, com a portentosa caça nas costas.

Mas, amiga, olha esse SOL brilhando em Capricórnio justamente no topo, no alto da mandala: VOCÊ é a “fêmea alfa”, lidera o bando do qual escolheu fazer parte. O seu próprio mapa revela que foi “talhada” para isso, conforme-se.

E, pensando bem, o importante mesmo é que haja segurança e conforto, independente de quem traga. Se serve de consolo, pondere: que maravilha ser justamente você a de destaque, a provedora, muito mais seguro que o contrário, não acha?

Havendo afinidade de alma (interesses e valores em comum), bom entrosamento sexual (embora para Capricórnio isso jamais seja o quesito mais importante), confiança, respeito e, o fundamental: amor, why not?

A situação lhe parece desconfortável porque, com Leão na 5ª Casa, no amor, sonhas ser endeusada, a rainha coberta de joias, paparicada, idolatrada. No entanto, é você quem passa o cartão…

Penso que esse é um paradoxo psíquico que precisa ser assimilado, pois para piorar um pouco, a Lua em Touro se sente muito atraída por virilidade, masculinidade, segurança, fortaleza e anseia – secretamente – ser dominada. Esse papel, um homem de Áries, Escorpião ou Leão, por exemplo, mesmo sem títulos ou recheio na carteira, poderia desempenhar… O fato é que o homem precisa dominá-la. Se não pelo status, de outra forma, noutra seara.

Respondendo também se o romance atual tem futuro, pela configuração astrológica dele, embora marcado em sua vida, não é com ele que você será feliz. O affair tem data para acabar. Talvez até já tenha acabado, estando apenas “ligado aos aparelhos”. E, mais uma vez, você só fica solteira SE quiser, pois as oportunidades estão marcadas em seu destino, especialmente no período atual.

E o que será que o Salotto pensa sobre a questão das finanças entre um casal?

Bem, espero que tenham apreciado o Post, amigos! Um grande beijo e até a próxima!

Luciene

YOU MIGHT ALSO LIKE

ASTROLOGIA: O quarto (e o parceiro ideal) de cada signo!
October 12, 2017
Qual a viagem ideal para cada signo?…
June 26, 2017
Qual o vestido de noiva ideal para o teu signo!
May 15, 2017
Previsões para 2017!!! Pela Prof. Luciene Felix Lamy
January 02, 2017
Meu mapa astral… parte 2
August 09, 2016
Meu mapa astral… parte 1
August 08, 2016
ASTROLOGIA: Plutão no mapa – morte & renascimento!
July 22, 2016
ASTROLOGIA: Netuno no mapa & na alma! por Luciene Felix Lamy
June 24, 2016
O 1º regresso e trânsitos de Saturno: momentos cruciais em nossas vidas!
April 15, 2016

51 Comments

Virginia maia
Reply 23 de March de 2015

Querida LU!!!!!! Encantada com tua descrição das obras do Botticcelli !!!! Me tocastes em cheio!!!!!Obrigada,beijo enorme!!!!!

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    É o pisciano que é encantador mesmo, querida Virginia.
    Entendes agora porque eu precisa fazer esse "Post complementar"?
    Impossível dormir com a consciência tranquila deixando essas obras "de fora".
    Desconfio que vá acontecer o mesmo com Michelangelo e Da Vinci. ;)
    Beijão maior ainda por teres apreciado e prestigiado, amiga!
    Mil beijos,
    lu.

Rosana dos Santos Oliveira
Reply 23 de March de 2015

Profª Luciene adoro a maneira como escreve, muito leve e autêntica!
Sobre as obras de Botticcelli, você surpreende pela análise inteligente e aprofundada, uma verdadeira aula de História da Arte e Filosofia!
Parabéns, querida!!! Muito sucesso para você!
Beijos,
Rosana

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Muitíssimo bem-vinda ao Salotto do ConsueloBlog, Rosana.
    Aqui, é "fessôra" mesmo, bem informal, amiga. ;)
    Uma forte corrente filosófica neoplatônica paira sobre as almas renascentistas, inspirando os artistas nesse anseio pela "perfeição", nessa perseguição por uma beleza que alcance o transcendente. Conseguiram! \o/
    Muito obrigada por seu comentário!
    Zilhões,
    lu.

Sara
Reply 23 de March de 2015

Não bastasse os posts serem incríveis, super bem escritos, ainda têm essas ilustrações maravilhosas!
Acho uma obra de arte em si!
Beijos e obrigada (a Luciene e a Consuelo!) por compartilharem tanta coisa legal!

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Pois é, com ilustrações assim, é fácil fazer um Post bonito. ;)
    Somos nós quem agradece por sua audiência, Sara.
    Não perca o próximo: traremos o posicionamento do planeta Vênus em cada um dos signos e, claro, a análise de um dos mais belos retratos dessa poderosa divindade em suas versões Pandemia* e Urânia**.
    E isso porque, como nos ensinou Platão em seu "O Banquete", o Amor não é somente de um tipo. ;)
    Beijos e obrigada à você, amiga!
    lu.
    (*) Pan = todos + Demos = povo (física, corpórea, mortal)
    (**) Ouranós = Celeste (metafísica, ideal, imortal)

      Sara
      Reply 24 de March de 2015

      Luciene,
      sem exageros... a beleza do texto está à altura das ilustrações! :-)
      Beijo!

Denise Luna
Reply 23 de March de 2015

Lu, meu pc esta c virus e soh depois vou ler essa maravilha pois amo esse quadro q vi na Uffizzi! Obrigada por sempre nos mostrar o belo.
Bjs

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Oh, Denise, lamento por seu pc, amiga... :(
    Mas não fique angustiada, haverá tempo para apreciá-lo com calma.
    pergunta difícil mas, das obras da Uffizi, qual mais a fez suspirar?
    Zilhões,
    lu.

      Denise Luna
      Reply 23 de March de 2015

      Usando o pc da minha filha, Lu, foi justamente a famosa Vênus que me fez suspirar. Mas o teto da galeria também me deixou de queixo caído.
      Adorei ler a análise das outras obras de Botticelli. Como aprendo com sua cultura, Lu.
      Bjs

Cecilia Souza
Reply 23 de March de 2015

Cada vez que leio um post da Lu, aprendo mais um pouco. Muito obrigado por dividir conosco este conhecimento. Beijocas no coração!

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Graças a Zeus!
    Que delícia saber disso, Cecilia, pois é justamente esse o propósito.
    Considerando que nossa anfitriã reside há tantas décadas em Florença, munir seus leitores de todas as informações possíveis sobre esse reino de magia e encanto é algo que "agrega na balada". Dos Blog's.
    Quem divide, soma! ;)
    Beijocas em seu cuore também, amiga.
    lu.

Ana Peruchi Milanez
Reply 23 de March de 2015

oi Lu muito bom esse post, em todos no sentidos...
Como faço para ter meu mapa astral assim tão detalhado? que coisa boa...
bjs nas duas que nos proporcionam essas delícias.
ana

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Ah, é fácil Aninha!
    Vâmu pra Itália, menina. Num feudo encantador, a gente se deita sob o luar e, depois de uns tributos a Dioniso (Bacco), a 'pitonisa' fala pelos cotovelos!
    Basta que me envie um e-mail* com seus dados** e uma pergunta específica. ;)
    Mil beijos e grata por seu comentário,
    lu.
    (*) mitologia@esdc.com.br
    (**) Dia, mês, ano, horário e local de nascimento.
    Tudo o que a gente precisa para enxergar é de sensibilidade, tempo e espaço.

Andrea - Curitiba
Reply 23 de March de 2015

Essa eh a nossa grande LU, sempre nos brindando com tanta sabedoria!!!!!!!! Adorei a estoria de Botticelli..Bjs.......

Daniela Giuliboni Coelho
Reply 23 de March de 2015

Lu esse é um dos retratos que mais gosto,é maravilhoso não só apreciá-lo como saber de todos esses detalhes através de vc, que se expressa tão bem!!!! Parabéns e muito obrigado por esse belo post!!!!!Bjsssss Lú,Consu e Salotto!!!

    Luciene Felix Lamy
    Reply 23 de March de 2015

    Tens bom gosto, Daniela!
    Fico felix da vida que tenhas apreciado, amiga.
    Zilhões!
    lu.

Norma de A. Cardoso
Reply 23 de March de 2015

Mais uma vez, foi um deleite ler a análise das obras.
Vênus então ficou mais bela... \o/ Bjo Nac

Ana Paula Trindade Rocha
Reply 23 de March de 2015

Que portagem incrível!!! Tenho aprendido muito com vocês! Já estive algumas vezes na Europa e tive a oportunidade de ver muitas obras maravilhosas mas ver essas obras com você é especial!
Um grande abraço, daqueles com aconchego!
Beijinhos

Ana

    Luciene Felix Lamy
    Reply 24 de March de 2015

    Pois é assim mesmo que "funciona" Ana Paula.

    É o fato de sabermos que aquele pontinho brilhante próximo à Lua - tanto no crepúsculo, quanto no alvorecer - é o planeta Vênus (a famosa estrela d'Alva) que nos faz contemplá-lo com uma admiração e encanto ainda maior: a conexão com a alma é instantânea. E muito mais profunda.

    Abraço enorme e aconchegante para você também, amiga. ;)
    E, por falar em aconchego, acabo de ser contrata para um Curso particular de 6h/aula sobre "Renascimento - seus principais artistas e obras" por um casal aqui, de SP. Eles gostam de viajar, frequentam museus e, em breve, estarão em Florença. Tô felix da vida! \o/

    Mil beijos! E não perca nosso próximo Post, amiga!
    lu.

Laíse
Reply 23 de March de 2015

Amada "fessora" Lu,
Me sinto muito felix, mas felix mesmo, quando leio os textos que você, tão sabiamente, escreve. Chega a ser redundante dizer o que já lhe disse sempre que comento. É como se sorvesse cada palavra, cada ensinamento, com muita atenção e respeito. Quando termino de ler, o que me resta? Vir aqui lhe elogiar e agradecer. Obrigada por nos elevar com sua astrologia e seus conhecimentos sobre arte e mitologia que compartilha conosco tão generosamente. Sobre sua pergunta, confesso que não me sentiria confortável em ser a provedora, até porque admiro a inteligência nas pessoas e um homem que não consegue se situar e se destacar com sua inteligência, perde um pouco do encanto pra mim. Admiro o macho alfa, mas sem ficar por trás dele, pois também prezo minha independência. Sei que você entende perfeitamente o que estou dizendo, pelos dados que lhe passei. Obrigada duplamente, Lu e Consuelo. Zilhões...

    Luciene Felix Lamy
    Reply 24 de March de 2015

    Amada Laíse,

    Que "felixidade" ler isso, amiga!
    Viu só como é fácil aprender a decodificar o simbolismo em um mapa?
    Quem tem acompanhado as aulinhas, já está "lendo" seu destino. :)
    Vamos prosseguir nessa colcha de retalhos, logo mais, estará pronta.

    Ô amiga, sabia que eu estava ansiosa em ouvir o que o Salotto tem a dizer sobre isso? Penso que inteligência (fundamental) não é sinônimo de reconhecimento profissional, amiga. Todos conhecemos um(a) amigo(a) brilhante que patina nos assuntos do elemento Terra (Touro, Virgem e Capricórnio - signos análogos às Casas 2, 6 e 10).

    O sucesso advém de uma "somatória", há muitos que se destacam por outros atributos (não necessariamente a inteligência), tais como ambição, audácia, senso de oportunidade - oportunismo (não no sentido pejorativo), sociabilidade, charme, beleza e até mesmo a boa e velha "sorte".

    Fico imaginando a situação do Sr. Joaquim, marido da canceriana (por isso aquela carinha tão doce!) Angela Merkel. Se ela buscasse alguém que tivesse um status profissional + elevado que o dela, talvez ficasse sozinha... :(

    Claro, o poder é realmente afrodisíaco, por isso o "macho alfa" é tão prestigiado. Mas, embora a área econômica (a razão, como sempre, é instrumental) se destaque e prevaleça, pode-se ser "alfa" em tantas outras searas...

    Pessoalmente, eu não importaria em pedir para o marido escolher o modelo do barco para lhe dar de presente. Mas, embora capricorniana, meu SOL não é de Casa 10.

    Zilhões, donzela!
    lu.

      Laíse
      Reply 24 de March de 2015

      Lu,
      Receba meus aplausos pelo que escreveu. De repente, alguém poderia interpretar de forma errada essa questão do macho alfa. No meu caso, eu me referi especificamente às finanças do casal. Como disse, não me sentiria confortável em sempre ter que arcar com as despesas. Lógico que eu também adoraria pedir ao meu marido que escolhesse um presente caro que eu pudesse dar a ele, mas sabendo que ele também poderia me presentear, me paparicar, com toda mulher gosta. Quando falo em inteligência, me refiro à todas as suas nuances, a lógica, a emocional, a social e etc... Acredito que uma pessoa de sucesso, com certeza tem e usa uma dessas facetas. Sei também e concordo plenamente com que você disse acerca de oportunidade, sorte e afins. Mas não sei se conseguiria manter o encanto por alguém acomodado, que não usa, deliberadamente, sua capacidade e inteligência para alçar voos mais altos. Zilhões amada Lu.

        Luciene Felix Lamy
        Reply 25 de March de 2015

        Laíse,

        O tema "finanças" entre um casal é realmente delicado.
        Dificilmente seus salários se equivalem e, embora haja exceções, geralmente, o do homem é maior. Creio que, nesse caso, estabelecer um percentual de participação nas despesas resolva toda e qualquer "injustiça".

        Arcar com todas as despesas pode ser mesmo desconfortável, principalmente quando não se trata de uma fase, um período, mas algo constante, habitual. E, para algumas pessoas, essa "fase" pode ser longa...

        Pensemos num artista ou esportista, por exemplo: alguém que treina, escreve poesias, ficções, pinta, esculpe, atua ou toca um instrumento. Não são - necessariamente - acomodados, apenas atuam em áreas que demoram a ser reconhecidas financeiramente.

        Sim, é vero: uma pessoa de sucesso saca de todas essas facetas. No entanto, ainda assim, nem todos que sacam dessas facetas obtém sucesso. :( "O Príncipe", do florentino Nicolau Maquiavel, põe em relevo a questão, quando versa sobre a "virtù" e a "fortuna".

        O que vai despertar o interesse, a atração física numa mulher é aquele homem que possui as características coincidentes com as qualidades do signo zodiacal que o planeta Marte dela está.

        Explico: uma mulher que nasceu com Marte em Áries, anseia por aquela virilidade até primitiva, se sentirá atraída por homens afirmativos, fortes, ousados, destemidos, do tipo que bate com o "pé" na mesa; com Marte em Leão, pelo "rei", o metido, exibido, seguro de si, de elevado status em seu meio e até "inacessível". Marte em Câncer, com o protetor, o "amiguinho", o carinhoso, caseiro, prestativo, disponível ao "mimimi". Um Marte signos de Terra (Touro, Virgem, Capricórnio), homens ambiciosos, seguros, práticos, realizadores, os de famosos "pés no chão"; Marte em Libra, o refinado, o homem "fino", elegante, diplomático, galante, sociável. Um Marte em Aquário, o inteligente, à frente, o cientista maluco, desprendido, que coloca uma meia diferente em cada pé, livre, independente, desencanado de tudo. Um Marte em Peixes, o poético, romântico, o meio carente e "perdido", com alma de artista, confuso, notívago, boêmio.

        Mas isso enquanto desejos e anseios femininos físicos, pois o posicionamento da Lua (o instinto) também conta muito na atração (inconsciente) por alguém.

        É provável que em seu mapa, o planeta Marte esteja em signos de Fogo ou Terra, onde o guerreiro explicita ainda mais suas facetas de virilidade (Fogo) e vitórias sobre a matéria (Terra).

        Desde que possa, eu não me sentiria nem um pouco desconfortável em arcar com tudo (para Marte em Aquário, basta uma mente brilhante). Repudio é a mesquinhez, a avareza, a sovinice. E anseio me sentir amparada, protegida (Lua em Câncer) emocionalmente.

        A análise do próprio mapa astrológico ajuda na compreensão do "porque" somos como somos. Nem melhor, nem pior, apenas diferentes. Únicos.

        A "fêmea alfa" em questão, tem um Marte em Aquário, ou seja, entre os atributos do "candidato", preza muito a inteligência e a independência. Mas a Lua dela está em Touro e, como já vimos aqui em nossos Post's, Touro é sinônimo de... Beleza, claro, mas também, dinheiro (recursos). E toda segurança e conforto que ele, o dinheiro, pode proporcionar.

        Perdoe se me estendi demais na prosa, Laíse.
        Zilhões,
        lu.

          Marina Di Lullo
          25 de March de 2015

          Lu, que prosa boa e esclarecedora! Quer dizer que o Marte em Aquário atrai homens inteligentes, mas aí não basta pra nossa amiga. Vem a sua Lua em Touro e requer dele a segurança. Pergunto, será a posição do Marte que a fez se apaixonar e a posição da Lua que a fará amar? Por que deixar entrar em sua vida então apenas os amores passageiros?

          Luciene Felix Lamy
          25 de March de 2015

          Marina,

          Marte em Aquário sente "T" por homens brilhantes, "diferentes", livres, não "pegajosos".

          Isso não significa - necessariamente - que o atraia, mas que se sente atraída por esse perfil. Isso do ponto de vista físico, de curtir a "pegada".

          No entanto, sabemos que (parafraseando o famoso versículo bíblico) nem só de cama vive o homem (e a mulher), mas de toda... Necessidade inconsciente que lhe satisfaz.

          É aí que entra o papel da Lua. Os livros insistem que, numa sinastria (comparação entre 2 mapas), quando há um trocadilho entre os luminares (sol e lua) do casal, a afinidade é de alma. Seguindo esse raciocínio, a "fêmea alfa" em questão ficaria feliz com um taurino a seu lado.

          Outra coisa importante no que tange às questões dos jogos amorosos: o signo (e os eventuais planetas lá contidos) em nossa 5ª Casa indicam o modo com o qual agimos no amor.

          Quem tem Áries, precisa se sentir desafiado (é de Marte conquistar!); quem tem Leão, precisa ser endeusado; Câncer, seguro e nutrido. Aquário na Casa 5, precisa se sentir livre e Libra, anseia receber um feed-back a seu refinamento. Escorpião na Casa 5, é estrategista. E, Sagitário, entrará na brincadeira pelo viés filosófico.

          Ô amiga, a gente não deixa ou impede de entrar em nossa vida amores que sejam passageiros ou mais constantes... É importante deixar rolar, dar uma chance ao destino, que pode sempre nos surpreender (graças a Zeus!).

          Adorei seu comentário! Tô às ordens, viu?
          Zilhões,
          lu.

          Luciene Felix Lamy
          25 de March de 2015

          "Pergunto, será a posição do Marte que a fez se apaixonar e a posição da Lua que a fará amar?"

          Mas que sacada GENIAL!!! \o/

          Marina Di Lullo
          25 de March de 2015

          Oi Lu!! Obrigada por responder minha dúvida!! Nada contra amores passageiros (acho incríveis as peças do destino), só tentava entender uma forma de ajudar a nossa amiga a dar uma volta na sua sina e reescrever a história daqui pra frente, conhecendo melhor a posição de sua Lua com a tua ajuda, de um jeito que a deixe mais feliz e completa. Mas é claro que, muitas vezes, o destino e os desejos falam muito mais alto, não é mesmo? Bjão querida

          Laíse
          25 de March de 2015

          Lu, eu amo ler o que você escreve. Na verdade eu devoro as palavras. Acabei de olhar meu mapa e vi que Marte está em Leão e minha lua em Câncer. Valha-me Deus! Beijos

          Luciene Felix Lamy
          26 de March de 2015

          Laíse,

          Meu Mercúrio está em Sagitário, se der corda...
          Já encontrou o "Rei" que a protege? ;)
          Provavelmente você se casou com o tipo "poderoso" (e até "metido"), pois isso a atrai.
          Então, é só correr pro abraço. Ui!!!!

          Zilhões, amiga.
          lu.
          PS: Marte tb indica nossa forma de ir à luta, de partir para a conquista e guerrear: o seu, estando em Leão, é estrondoso, dramático, intenso, barulhento. Explosivo na hora, mas não guarda rancor. Perdendo a batalha, se recolhe dos olhos alheios, até que possa exibir sua melhor forma novamente. Ganhando, bem, ganhando... Quem aguenta um Leão inflamado de fogo e glórias? Eu, que adoro Leão!
          Detalhe: A posição de Marte (por signo) não indica somente o tipo que desperta a atração física, como expliquei acima, é também nosso "modus operandi" nas ações. E Marte SEMPRE partirá em busca da conquista daquilo que nossa Vênus valorar. Saberemos ao que ela dá valor no próximo Post. Depois, será a vez de Marte.

          Maria Vilma
          26 de March de 2015

          Preciso entrar para aplaudir...!!!
          Fantáááástico!!!!!!!!!!!!!!!
          Show de conversa... ensinamentos!!!!!!!!!
          Obrigada, gente!!!

Mia Athayde
Reply 24 de March de 2015

Que bela aula, querida Lu !!!!!!!!
Bela no conteúdo, na forma, na abordagem, nas entrelinhas ... PARABÉNSSSSS e muito obrigada pelo compartilhar !!!!!
BJssssssssss :))

    Luciene Felix Lamy
    Reply 24 de March de 2015

    Mia, minha querida,
    Eu é que agradeço por vires prestigiar Botticelli, amiga!
    Muito, muito obrigada por comentar.
    Mil beijos,
    lu.

Maria Vilma
Reply 25 de March de 2015

Lu... querida! Mais uma vez, vc nos entrega a chave de belas emoções com mais
este post fantástico...!!!
Como disse Jorge Amado: “O homem necessita de beleza como necessita de pão
e de liberdade.”.
Eu concordo e lhe agradeço por generosamente... belamente saciar a minha fome
e sede...!!!
Obrigada sempre, professora querida!
Um Abraçaço!!!
MaVi

    Marina Di Lullo
    Reply 25 de March de 2015

    Oi MaVi!! Saudades de suas doces palavras. Bjão amiga

      Maria Vilma
      Reply 26 de March de 2015

      Ô querida Nina, obrigada pela ternura de sempre!
      Beijão pra vc também, amiga!!!

    Luciene Felix Lamy
    Reply 25 de March de 2015

    Que prazer ler suas linhas, MaVi, querida. Jorge, o Amado, sabia das coisas.
    Também adoro essa de Tolstói: "A beleza salvará o mundo".
    Como dizem os ingleses: Philokallía ist Liebe zur Schönheit.* ;)
    Zilhões, minha amiga, sacie-se!
    lu.
    * Philokallía é o Amor à Beleza.

      Marina Di Lullo
      Reply 25 de March de 2015

      Linda frase de Tolstói!! Amei e concordo!!!

        Maria Vilma
        Reply 26 de March de 2015

        É mesmo, Lú. Linda frase de Tolstói!
        Concordo também. Ainda mais quando podemos
        contar com o auxílio luxuoso de quem, como vc,
        emenda outras belezas as suas... por muitas vezes
        remenda, para que fiquem ainda mais belas... para
        facilitar, para nos alcançar... nos embelezar... nos
        salvar e, consequentemente, salvar o mundo!
        O prazer é todo nosso, linda Afrodite!

          Luciene Felix Lamy
          5 de April de 2015

          Você nos cativa viu, MaVi?
          Pois já vou estender esse "auxílio luxuoso". ;)
          Mil beijos amiga querida.
          lu.

Marina Di Lullo
Reply 25 de March de 2015

Lu, professora querida, esta obra é espetacular!! O amor no renascimento foi beber da fonte grega, a Vênus transmite tanta beleza, com um semblante distante Botticelli retratou a pureza da nudez como ninguém e vc nos explicou cada detalhe com primor. Tb adorei saber que ele foi brincalhão, vc sabe qual era o signo dele? Bjs e obrigada

    Marina Di Lullo
    Reply 25 de March de 2015

    Correção: Renascimento

    Luciene Felix Lamy
    Reply 25 de March de 2015

    Peixes!
    Ele e Michelangelo eram piscianos.
    Já Rafael e Da Vinci, arianos.
    Depois, muitos retrataram a mais poderosa das divindades (que só perde para Chronos/Saturno, o Tempo). Mas, pioneirismo conta, né?
    Eis a obra-prima (literalmente)!
    Zilhões, Marina.
    lu.

      Marina Di Lullo
      Reply 25 de March de 2015

      Adorei sabê-los!!! Piscianos e arianos, que geniais!! Bjs Lu

Ritinha Medina
Reply 29 de March de 2015

Post lindolindo!!!
A análise detalhada de quadros de Botticelli, assim como do mapa da amiga fêmea-alfa exigem q voltemos aqui várias vezes para ler, reler, aprender e levar o conhecimento para a experiência cotidiana.
Agora o q mais me surpreendeu foi o seu ponto de vista a respeito da sina da amiga.
Nada como um olhar astrológico para colocar luz e clarear os nossos enroscos...
Se fôsse comigo, acho q colocaria o tal namorido prá correr!!!
Sendo eu uma simples fêmea-gama, ficaria envaidecida e gamada ao ser 'escolhida', diante de tantas possibilidades, por um macho- alfa bem bacaninha.
Mas o paradoxo psicológico da amiga é cruel - ao mesmo tempo q tem prazer em ser uma estrela de primeira grandeza, gostaria de encontrar um companheiro q lhe fizesse sombra.
Mas será q aguentaria a concorrência?!
Sorry, mas não dá prá ganhar todas!!!
Bjkas,

    Luciene Felix Lamy
    Reply 5 de April de 2015

    Menina,

    E eu deixando passar esse seu comentário aqui, Ritoka?

    Já imaginou o quanto não facilitaria se cada psicólogo(a) dispusesse de uma análise do mapa do paciente antes mesmo da 1ª sessão?

    Ela é 'fêmea alfa' na 10ª Casa, no 'status' profissional. O que ela (sua Lua em Touro) anseia é pelo 'macho alfa' na 2ª Casa, a dos recursos. Não que ela não tenha, ao contrário (as Casas 2, 6 e 10, de Terra, estão interligadas*), mas é isso o que mais aprecia: a segurança material. Na verdade, todos nós - em maior ou menor grau -, apreciamos, mas ela, ainda mais.

    Com o posicionamento de seu SOL na Casa 10, dificilmente terá concorrência. Ao menos não no que diz respeito ao "status profissional". Ela atingiu o topo da carreira, é reconhecida em seu meio, inclusive internacionalmente.

    Não, não dá mesmo para ganhar todas, amiga: há somente um SOL, uma Vênus e um Júpiter nos mapas. Mas esses três já trazem uma benfeitoria (nos assuntos das Casas em que estão localizados) daquelas! ;)

    Muitíssimo obrigada por teres comentado, Ritinha.
    E, perdoe minha morosidade em responder, amiga.

    Zilhões,
    lu.
    (*) As Casas 2 (análoga a Touro), 6 (análoga a Virgem) e 10 (análoga a Capricórnio) estão interligadas, ou seja: você dispõe de RECURSOS - seja lá quais forem, tais como inteligência (ideias), beleza, simpatia, etc., APLICA - trabalhando com disciplina e precisão virginiana- e, desde que tenha estabelecido um objetivo, foca e CONQUISTA, o que é típico de Capricórnio.
    Dificilmente você irá se deparar com alguém cujo mapa conta com algum desses benéficos (sol/vênus/júpiter) numa dessas Casas (2, 6 ou 10) sem que implique em sucesso na outra.

Marina Di Lullo
Reply 29 de March de 2015

Indeed Ritoka querida!! Bjs

gizely_vmz@hotmail.com
Reply 20 de June de 2015

Olá, sou professora de Artes na Rede Estadual de Ensino em Maracaju - MS. Gostei muito dos conteúdos de Arte no Renascimento e vou utilizá-los com meus alunos. Falando de Arte na Escola.

    consueloblog
    Reply 21 de June de 2015

    Q ótimo!! Mas por favor cite a professora Luciene Felix Lamy e seu site e este blog. Obrigada! Bj c

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *