Visitando Roma…

Indo de trem de Florença a Roma.  Leva 1 hora e 20.

Indo de trem de Florença a Roma. Leva 1 hora e 20.

Fim de semana passado fui a Roma pois minha sede eleitoral é lá.  Aproveitamos para ver amigos.  Aqui está o relato do que fizemos!…

A embaixada e consulado ficam na belíssima Piazza Navona de onde terminei o post após votar.

Terminando o post na Piazza Navona

Terminando o post na Piazza Navona

Igreja na Piazza Navona

Igreja na Piazza Navona

Os terraços maravilhosos de Roma.  Este na Piazza Navona

Os terraços maravilhosos de Roma. Este na Piazza Navona

Também foi aqui que encontrei uma super amiga do Salotto, Cynthia, que é Ministra Conselheira na embaixada.  Ela me mostrou a vista do seu escritório.

A vista do escritório de Cynthia.

A vista do escritório de Cynthia.

Fomos almoçar no Da Gina perto da Piazza di Spagna.  Um lugar bem informal e moderno com light lunch.  Passam vários artistas por aqui...

Fomos almoçar no Da Gina perto da Piazza di Spagna. Um lugar bem informal e moderno com light lunch. Passam vários artistas por aqui…

Da GiNa perto da Piaza di Spagna.

Depois do almoço, fomos visitar o estúdio de pintura do nosso anfitrião, Jay Janér.

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC

 

Depois fomos para casa…

Lena foi uma ótima anfitriã!...

Lena foi uma ótima anfitriã!…

E o pôr do sol foi lindo!

E o pôr do sol foi lindo!

No dia seguinte fomos a um passeio meio diferente.  Visitamos o Cimitero Acattolico.  Sei que não é um tema muito alegre…mas muitas vezes visito cimitérios nas cidades que vou.  Acho muito pacífico e conta uma parte importante da cultura.  Este é um cimitério para quem não é católico e estrangeiros.  As senhoras voluntárias que cuidam da lojinha (e que com um grande sorriso guardaram nossas malinhas (depois do almoço fomos direto à estação de trem)), são inglesas e americanas.   O lugar é muito lindo e do lado de onde fomos almoçar.

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC

SONY DSC SONY DSC SONY DSC

SUPER DICA!!!!  Se forem a Roma, não deixem de ir almoçar ou jantar no Da Felice em Testaccio.  É super autêntico, uma graça e a comida, bem romana, é deliciosa!!!!!  Ele fica escondido e é bom reservar com dias de antecedência.  Fecha nos domingos.

SONY DSC

Quem nos levou lá foram Daria e Andrea do Chez Dédé!

Quem nos levou lá foram Daria e Andrea do Chez Dédé!

Eu também estava lá!! ;-)

Eu também estava lá!! ;-)

SONY DSC 10727393_363510510488858_462513769_n SONY DSC SONY DSC

O macarrão com caccio e pepe (queijo e macarrão) é uma tradição e de comer chorando!!!

O macarrão com cacio e pepe (queijo e macarrão) é uma tradição e de comer chorando!!!  Aqui está a foto do Sr. Felice!

Chega com um estrato de queijo ralado por cima e misturam na nossa frente!

Chega com um estrato de queijo ralado por cima e misturam na nossa frente!

10723936_600412630081027_1457909300_n SONY DSC

Depois eu comi língua (que adoro) acompanhada de alcachofra a la Romana.  Os Dédés comeram

Depois eu comi língua (que adoro) acompanhada de alcachofra a la Romana. Os Dédés comeram involtino al sugo.

Robbie quis ficar levinho e foi no cordeiro!!! ;-)

Robbie quis ficar levinho e foi no cordeiro (Abbacchio al forno)!!! ;-)

 Mas caí, PLOFT, com a sobremesa. Juro que não sou muito de doce, mas alguns eu caio dura... um deles é um bom tiramisú, e este, é INCRÍVEL!! Estou até salivando só de lembrar!!


Mas caí, PLOFT, com a sobremesa. Juro que não sou muito de doce, mas alguns eu caio dura… um deles é um bom tiramisú, e este, é INCRÍVEL!! Estou até salivando só de lembrar!!

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC

Lá do lado também fica uma super delicatessen, a Volpetti.  Fomos a pé.  Estava fechado mas tirei as fotos através da vitrine.  Olhem só que maravilha!!  E todos juram que tudo é delicioso!

SONY DSC SONY DSCSONY DSC SONY DSC SONY DSC

A beleza da cor desbotada dos prédios...

A beleza da cor desbotada dos prédios…

Cada canto com uma beleza!...

Cada canto com uma beleza!…

Na volta de taxi à estação tirei estas fotos maravilhosas da janela do taxi!!  Olhem só que maravilha!!!!!

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC

Até a próxima, Roma, você é linda demais!!

Did you like this? Share it:
Posted in Viagens | Tagged , | 17 Comments

Disfarçando, escondendo, manipulando ou sobrevivendo? A cúmplice da minha forma!

A minha cúmplice!

A minha cúmplice!

Na lenta onda do #ouvaiouracha (meu projeto para emagrecer), o resultado é muiiiito lento.  Talvez pela minha idade, talvez porque quero perder sem que os malditos quilos voltem, talvez por não querer fazer desta uma dieta que me entristeça, as 1500 calorias diárias tem um resultado devagar, devagar, quase parando…

Mas a vida continua e as fotos para o blog também…qual a solução?!!  Uma amiga me sugeriu o underwear modelador.  EUREKA!!  Saí da loja com os dois vestidos insinuantes na sacola e fui direto à minha Valisere!!  Bidu, não?!!???

Saltando como um cangurú no provador (ainda bem que são grandes) enfiei a “carçola” um tamanho menor do que o meu.  Peguei logo aquela que vai de debaixo dos seios até o joelho!!  O medo era que justamente nele aparecesse o “bump” de gordura… Mas que nada!!  Esta peça alarga justamente lá para não marcar!!

Escolhi uma tipo esta

Escolhi uma tipo esta.

Clique AQUI se você quiser comprá-la online.

IMG_0192.JPG IMG_0195.JPG

 

 

Então se vocês me viram nas fotos bem formosa, na verdade eu tive uma ajudazinha, este cúmplice perfeito!

 

Agora, tem o outro lado.  Podem ter homens (ou algumas mulheres) que se lamentam desta “mentira”.  Alegam que na hora do “vâmu vê” a gente se desmonta toda!!  Será?!!  Eu acho que a sensualidade vem de dentro, e que a aparência é o outdoor!!.. Mas que se o produto não for bom, não vende…rsss!!  Mas lógico que a “carçola” é uma peça tão intima que deve ser vista só por você!!  Quem lembra da cena da Bridget Jones?…

Adoro esta cena!!!  Mas pra mim, a moderadora salvou minha vida durante este momento de transição, e é a minha cúmplice mais cúmplice do momento!!  Por isto tive que compartilhar com vocês!! ;-) #quemnunca?!!

Did you like this? Share it:
Posted in Inspiradores!, Parceria | Tagged | 45 Comments

Entrevista no blog Chata de Galocha!

Com Lu Ferreira do Chata de Galocha durante o Minas Trend

Com Lu Ferreira do Chata de Galocha durante o Minas Trend

Quando estive em Belo Horizonte, tive um bate papo (post AQUI) com a Lu Ferreira do blog Chata de Galocha.  Achei que ficou muito gostosa e a proponho abaixo.  Mas antes quero só contar como o “Chata”  é bacana e divertido!!  Vejam só os temas dos quais ela fala:

Chata_de_galocha

Look do dia
Beleza Que ela SUUUPER manja!
Viagem Inclusive ela acompanha grupos em viagens onde se divertem MUUUIIITTOO!!  Mas ela também acaba de voltar de uma estadia por Milão onde ela fez um curso de 3 semanas na Marangoni (post AQUI)!  Foi de Fashion Image and Styling.
Design

Não deixem de acessar! É só clicar acima na palavra que mais te interessa e se vai direto ao blog.

Conheci a Lu em Florença quando ela passou por aqui na sua lua de mel (post AQUI) com o querido Léo Horta, que além de marido é o fotógrafo incrível autor das suas fotos.

Olhem só como ficou bacana a nossa conversa.  Falamos da minha vida, estilo, dicas no vestir e Florença, sobre o blog e as minhas peças favoritas!

Os links dos lugares que mencionei na conversa:

Sostanza
Tharros
Loretta Caponi
Visitando Florença a pé numa linha reta!

Lu é uma mulher inteligente, linda, simpática (de sorriso fácil), ultra profissional e trabalhadora.  Ela é exatamente como se vê no blog!

Obrigada Lu e Léo!

Did you like this? Share it:
Posted in Entrevistas | Tagged | 42 Comments

Um pouquinho de Prosa e Poesia…

Home Sweet HomeEsta segunda traz muitas novidades no nosso mundo, no nosso país…  E no blog também.  Temos uma nova colaboradora, Cristina Momberger Zanferrari, que é professora de Comunicação e Expressão na ULBRA em Carazinho.  Achei seus textos maravilhosos e inspiradores, portanto um bom jeito de começar a semana.

Cris

Cris

Primeiro um pouquinho sobre ela em suas próprias palavras:

Sobre a Cris

Sou mãe, esposa, professora universitária, e autora de algumas publicações acadêmicas, mas tudo isso está beeeeeeem longe de me definir. Não me entendam mal: desempenho cada um desses papéis com muito orgulho e alguma devoção. Mas é que, como toda mulher, sou meio Clarice (a Lispector, claro) e “o que eu quero ainda não tem nome”. Por isso, ando me permitindo alçar alguns voos, escrever um pouco, decorar a casa do meu jeito, assumir que curto moda, viajar com menos bagagem, ser mais fiel aos meus desejos e vontades, tirar dos dias mais poesia e menos lição.

E por falar em poesia, vou estar por aqui, no Consueloblog, de vez em quando, trazendo algum texto ou imagem que nos convide a ver o mundo com mais sensibilidade, delicadeza, expressividade, e esperança. Sim, porque poesia nada mais é do que um modo de ver o mundo.

Espero a sua companhia! Espero que você goste!

E aqui vai um de seus textos que acompanha a sua linda fotografia acima…

Pequenos nadas

Por Cris M. Zanferrari

Sempre tive um fraco para as coisas desimportantes. Quem nunca? Mas as coisas de que falo são realmente da espécie das “ inutilidades”_ dirão os mais pragmáticos. Explico: artesanato, por exemplo. Feito à mão, tem quase sempre alguma função. Em geral, apenas decorativa.

Outro exemplo de meu interesse por coisas vãs: fi-lo-so-fi-a. Tá bom, fala sério. Alguém aí, nesse corre-corre danado, tem tempo (ou paciência) para discutir o sentido da vida?

Não bastassem esses pequenos nadas, há ainda a literatura. Matéria ingrata a vestibulandos e candidatos a prestar o Enem: demanda a decoreba dos períodos literários e seus autores, além da leitura _obrigatória_ dos livros recomendados. Serventia? A de garantir a aprovação num desses tais concursos, talvez.

Confessado meu apreço por essas desimportâncias, preciso advertir que essas inutilidades podem conduzir a uma fonte inesgotável de beleza e de prazer. Também explico: artesanato, por exemplo. Feito à mão, pode encantar pela delicadeza dos traços, em se tratando de uma pintura; pelo acabamento dos pontos, se for uma peça de tricô ou croché; pelo refinamento do talhe, no caso de um artefato de madeira ou cerâmica. Uma peça de artesanato adquirida em uma viagem ou na lojinha da esquina tem lá seus poderes mágicos: transforma uma casa num lar. Basta imaginar que, após um dia de exaustão no trabalho e desgaste no trânsito, ela estará lá, esperando para ser contemplada, admirada, e nos fará lembrar que tudo aquilo que nos cerca conta uma história: a nossa.

Ok. Mas e o que dizer da filosofia? Bem, nesse caso, parafraseio de uma crônica há muito lida: diz-se de um professor de filosofia que ao primeiro contato com sua turma surpreendeu a todos dizendo que a filosofia para nada servia. Passado o choque dos alunos, emendou: “agora me deem 50 minutos para falar sobre o nada.” É mesmo um espanto! Aliás, o espanto é o pai da filosofia. Sim, pois é preciso espantar-se todo dia com o espetáculo do mundo, no sentido de que é preciso olhar o mundo com olhos de primeira vez, isto é, com olhos curiosos, atentos, questionadores, reflexivos. É preciso que se olhe para o cotidiano como a mãe olha para o filho: com ternura e afeto. Ele é tudo o que nós temos.

Tudo bem. Mas e quanto à literatura? De todas as inutilidades é a que mais me serve. Todos os dias ela me provê com prosa e poesia. Alimenta minha alma, me explica, me entende, me provoca, me comove, me extasia. Sabe por quê? Porque não há tema que não possa ser ou já não tenha sido abordado pelas letras literárias. A literatura está impregnada de vida, de humanidades, de sensibilidades. Pequenos nadas, dos quais podemos nos abastecer sempre que quisermos preencher nosso vazio existencial.

Manoel de Barros é poeta que sabe bem sobre o nada, e fabrica palavras de transver o mundo. É ele quem nos ensina a usar o termômetro de medir a (des)importância das coisas: “Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós.”

Assim seja, Manoel. Às inutilidades da vida, vida longa!

Não é lindo?!!!  A mim o que mais me tocou foi:
é preciso espantar-se todo dia com o espetáculo do mundo, no sentido de que é preciso olhar o mundo com olhos de primeira vez, isto é, com olhos curiosos, atentos, questionadores, reflexivos. É preciso que se olhe para o cotidiano como a mãe olha para o filho: com ternura e afeto. Ele é tudo o que nós temos.

E esta manhã, fazer do espanto um questionamento reflexivo é uma ótima ferramenta!!

Se quiserem saber mais desta mulher tão bacana, dêem uma olhada no seu lindo Instagram, @prosapoesia.

Boa semana a todos nós!

Did you like this? Share it:
Posted in Inspiradores! | Tagged | 45 Comments

Se a letra deste hino mexe com você…

Por favor, exerça seu direito e privilégio, vote hoje!!

Did you like this? Share it:
Posted in Inspiradores! | 36 Comments