Ser feliz!!


2013-berlin-fred-karin

Ser feliz… Um dia, a amiga do salotto, Célia, me falou do projeto de sua filha e genro, o Glück Project.  Uma busca do que é a felicidade, por um casal jovem que se mudou do Brasil à Alemanha largando tudo em busca da resposta.  O site é de uma beleza e elegância sedutora segundo só ao conteúdo extremamente inteligente!  Tagarela que sou, escrevi à Karin para dar os meus parabéns.  Ela responde e ainda me pede um testemunho para uma matéria que estava escrevendo à Elle Brasil de Dezembro.

materia-307-elle-dezembro-2013

A minha resposta foi daquelas de ímpeto, que se escreve em um respiro só e sai perfeita…tipo quando desce a musa inspiradora (ou a “pizzada” como diz a minha amiga Lucia).  Gostei tanto do texto que o coloco na sua íntegra após o excelente artigo por Karin e Fred na Elle.  E, não resisti, ainda fiz uma entrevista com o fantástico casal que está abaixo!

Clique na imagem para aumentar e ler melhor.

Clique na imagem para aumentar e ler melhor.

EL307_ATITUDE_SER_FELIZ2

Este foi o texto que eu mandei para a Karin e o Fred:

O meu primeiríssimo entardecer em Florença me trouxe lágrimas.  Não foram de emoção, e sim de tristeza!!  Para uma menina energética de 26 anos que havia morado em SP e NY, as luzes amarelas dos lampiões desta cidade medieval entravam em enorme contraste com o azul daqueles das metrópoles.  Não vi esperança e o amor pelo homem que me trouxe à Itália, naquele momento não bastava.  Mas havia decidido.  Casei, tive os filhos e fui me adaptando… mas não muito.  Não estava feliz.  As crianças pequenas eram lindas, mas eu não sou mãe de bebês.  Gosto muito mais da adolescência e depois, onde podemos discutir e dividir as nossas opiniões!  O peso da infelicidade distanciou o casal e veio o divorcio.

Lembrem também que nos anos 90 a internet ainda não existia.  Viver em Florença significava só isto. Com a separação tive que me reinventar.  Mudei um pouco a casa, as crianças cresceram, comecei a trabalhar e a internet chegou.  Viajei muito e as luzes não pareciam mais tão amarelas.

Mais 10 anos se passaram e virei blogueira, os filhos viraram adultos e conheci um homem que me entende, respeita e admira.  

Sou feliz, e isto com as luzes amarelas mesmo!!  Vejo a beleza nas coisas.  Não sei se conseguiria chegar só aqui, mas sei que cheguei.  Quando tenho problemas, e são tantos, penso que se fosse outra pessoa observando a Consuelo, teria inveja.  Sua vida é tão linda.  Ela é bonita, ama, tem sucesso, tem família, casa e até uma certa grana… Portanto, sabendo disto, me concentro em ver o belo em tudo, em sorrir em socializar, em aprender com os outros.  Sinto que é uma responsabilidade perante à sorte, ou “fortuna” como dizem os italianos.  Palavra que deixa muito menos ao acaso.  Os lampiões amarelos hoje para mim são lindos, e isto me faz chorar de emoção!

 ————————————-

ser feliz

Entrevista e fotos de Karin e Fred.

Quanta coragem vcs precisaram para tomar a decisão de mudar a vida radicalmente.

Fred: Acho que foi bastante coragem, às vezes a gente ainda fica com medo de ter feito uma grande, loucura, he, he, he. Mas também planejamos bastante e conversamos muito sobre o assunto.

Karin: Eu tenho medo todo dia, haha! Mas sinto que às vezes aparecem momentos na nossa vida em que não podemos pensar muito – o certo é se jogar e depois ver o que acontece.

 2012-casamento-pés cópia karinefred_frankieemarilia_blog-041 cópia

O blog/site/projeto (qual?) é uma consequência, parte ou a meta da busca à compreensão e à felicidade?

Karin: Acho que tudo misturado. Queríamos ter um projeto para nos dedicar durante esse período de experimentação. E acho que o Glück veio bem a calhar para isso – porque ele fala das nossas questões do dia-a-dia, de assuntos que sempre paramos para pensar, mas nunca tínhamos escrito nada a respeito. Acho que a felicidade vai sendo descoberta à medida em que o Glück for sendo escrito. 

Fred: O projeto Glück é uma consequência da nossa decisão de dar um tempo na vida que estávamos levando e dedicar mais tempo na busca por entender melhor a felicidade. A ideia primeiro foi surgindo como um tempo para repensar a vida e depois ganhou a cara de uma investigação sobre a felicidade, usando o que aprendemos em nossas carreiras de jornalistas como ferramenta. 

O blog é a forma de compartilhar nossas descobertas e divulgar o Glück.

 IMG_7445

Como vocês “spread the word” (fazem o trabalho e o blog conhecido)?

Fred: Nossa principal ferramenta de divulgação são as redes sociais e o boca a boca de amigos e sites que têm gostado do nosso projeto. Nós usamos o site como nossa principal plataforma para gerar conteúdo e expor nossas ideias. E os posts do site são divulgados para nossos 4000 fãs no Facebook, mais os seguidores do Twitter, Instagram e Pinterest. O primeiro post que publicamos (“Vale a pena largar tudo em busca da felicidade?”) acabou se tornando um viral graças ao entusiasmo dos amigos que o compartilharam tanto que chegamos a mais de 150 mil visitas em dois dias. Foi um belo começo.

Karin: O Fred respondeu bem essa!

 2013-fred-berlin

Em geral, vocês sentem que o seu trabalho está sendo entendido?

Fred: No começo as pessoas não sabiam exatamente o que era o Glück. A maioria entendeu, mas muitos pensaram que era um site de viagem ou um site sobre viver em Berlim. Uma minoria achou que estávamos dizendo que só existe felicidade fora do Brasil ou fora do trabalho, o que não é verdade. Nós queremos pesquisar diferentes formas de encontrar a felicidade, não achamos que existe um só caminho nessa estrada. Cada pessoa deve procurar encontrar seu trajeto e para isso o autoconhecimento é fundamental.

Karin: No começo recebemos também dezenas de emails de pessoas nos perguntando como ser mais feliz, como se tivéssemos respostas prontas para um assunto tão complexo. Infelizmente, não somos gurus da felicidade, haha. Mas esses emails só me dão mais certeza de que o assunto interessa a muita gente – e que anda incomodando as pessoas. Acho que agora os leitores já estão entendendo qual é a proposta, tanto que a maior parte dos emails que recebemos agora é de sugestão de assuntos, links legais, vídeos que precisamos assistir etc.

 2013-karin-san-francisco

Encontraram a felicidade?

Karin: Eu estou, sim, muito feliz. Mas eu também já me considerava uma pessoa feliz antes de dar essa guinada de vida. Acho que as pessoas imaginam que felicidade é um eterno estado de êxtase, como se desse para se sentir como se você tivesse ganhado na loteria o tempo todo. Sendo que isso é bem difícil – tem dias em que estamos mais felizes do que em outros. Alguns estudos mostram que felicidade é algo que cada pessoa pode construir internamente para si. E acho que se esforçar para ser mais feliz também faz parte desse processo.

Fred: He, he, he acho que somos pessoas felizes, sim, mas não existe um “final feliz”, enquanto se está vivo. A vida está acontecendo agora e a busca pela felicidade é um exercício constante que deve nos acompanhar até o fim. Acho que sempre fomos pessoas desacomodadas e curiosas o que sempre nos levou a buscar viver da melhor forma que pudéssemos em cada fase da vida até agora.

————————

Incrívellll!!!! Adorei as respostas!!!!!  E não é lindo também como se dividem e encontram nas respostas…

Talvez pelo iminente meio século da minha vida, talvez por estar mais tranquila em casa, sinto que ultimamente o Consueloblog tem sido sobre se encontrar e explorar a felicidade dentro de cada um de nós, através da arte, astrologia, nutrição sadia, decoração, viagens e risadas…e fico tão feliz e honrada com a presença de vocês todos neste processo!!

  • December 09, 2013
  • 0

111 Comments

Célia
Reply 9 de December de 2013

AimeuDeusdocéu!!
Acordar, fazer um café, ver as notícias, visitar os sites preferidos e dar de cara com este post...... Dá pra começar a semana de maneira melhor? Dar pra ser mais feliz? ;-)
Mãe coruja é fogo, né?
Consuelo, adorei!!
Nossa, agora com licença que não estou me aguentando, volto depois pra não ficar escrevendo (só) bobagem......
Bjs!!!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Célia querida, desta vez, ser mãe coruja fez várias pessoas felizes!! ;-)
    bjs
    c

      Adrianne
      Reply 9 de December de 2013

      Parabens, Celia!!!!!!!

        Christine Geissler
        Reply 9 de December de 2013

        so tenho a agrader a Celia e a Consuelo..pelo GRANDE dica.....AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!! ainda mais eu que estou indo ao encontro de mais felicidade... junto com meu Di ....beijossssssssssssssss nas duas.

          consueloblog
          9 de December de 2013

          Realmente!! Para vc é uma mãozinha te lidando! bjs c

      Célia
      Reply 9 de December de 2013

      Ahhh, obrigada! :-) Bjs

Ana Paula Monteiro
Reply 9 de December de 2013

Consuelo querida,
amei. Não encontro outra palavra....
Concordo com a Karin: a felicidade não é estática.
No meu caso, ela esta na Lelê. Este presente maravilhoso que Deus me deu. A maternidade me completou de uma forma que nunca imaginei que seria possível.
Assim, tudo o que se relaciona a minha pequena me deixa enormente feliz. Nunca é um sacrifício:
Educar, brincar, corrigir, levar e buscar da escola, passar cuidadosamente as roupinhas dela até meia noite, patticipar das atividades escolares, e por aí vai.
Enfim, cada um acaba encontrando seu pote de ouro. Eu tive a sorte de encontrar o meu aos 35 anos.
Beijos,
Ana Paula

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Que linddooooo!!! E que momento delícia vc está vivendo!! Para cada um é uma coisa… bjs c

Andreia Mota
Reply 9 de December de 2013

Hummm fiquei incomodada também, rsssss.
Estar feliz é uma busca constante, mas ser feliz é um culto ao ser humano. Livrar-se dos apegos e partir para o desconhecido é ter muita coragem, não que eu não a tenha, mas vivo de emoções diária e presa aos desafios do dia-a-dia profissional e familiar.
Viajei né gente? Rssss. Felicidade é um assunto que incomoda mesmo, mas descobrir o que te faz feliz é vital.
Parabéns Karen e Fred pela matéria.
C, você sempre fazendo o cérebro conectar neurônios adormecidos, rssssss (resgatando lembranças). Bj grande, AM.

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    AM, espero que seja para o melhor…se te incomoda…esquece outra vez e seja feliz!!! rssss!!
    bjs
    c

      Andreia Mota
      Reply 9 de December de 2013

      Já esqueci, rssss.

        consueloblog
        Reply 9 de December de 2013

        rsssss!

Alexandra
Reply 9 de December de 2013

Bom dia Flor do Dia!!!! Que post mais delícia!.....
O assunto vai render hoje heim?..... Felicidade é algo tão complexo e tão simples ao mesmo tempo, não é?
"Quando tenho problemas, e são tantos, penso que se fosse outra pessoa observando a Consuelo, teria inveja."......que coisa bonita isso!....e um jeito lindo de encarar a vida.... O Waine sempre diz "não precisa olhar pra trás, basta olhar para o lado e ver que tem tanta gente precisando de muito menos que a gente".....e quando diz isso não se refere só ao que é material. E eu acho que é isso mesmo....a felicidade é como o fogo....tem que ser alimentado para existir. Mesmo com os problemas que aparecem, dá pra enxergar o lado bom da vida, todos os dias e tocar em frente. A grande sacada, eu acho, é não projetar a sua felicidade em nada e nem ninguém....tem que ser feliz aqui e agora, com o que se tem nas mãos, e realmente ir buscar o que é seu....seja o que for. A vida é muuuuuito curta pra não aproveitarmos cada momento.
Beleza de casal....tão novinhos e tão maduros emocionalmente. E lindos!
Parabéns a eles pelo projeto e pela coragem da busca.
Um beijo grande pra você, minha querida. Você também me faz feliz!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Querida, interessante como o assunto FELICIDADE toca com as pessoas… A mim virou um mantra…Vi isto ao escrever o post da primeira comunhão, daí lembrei que saindo do High School no meu Yearbook escrevi que a minha ambição era Encontrar a felicidade… E olhe só, estes dias é um argumento que recorre aqui no blog…na viagem da Kareen, neste texto da Karin e Fred, nas mesas da MAraci, nas bolinhas de Yayoi que nos conta a Tania, no texto de coragem da CPascolato, no meu desejo de Natal no blog da Helena e até na astrologio da nossa Lu…
    Vc diz bem, concordo, a cada dia tem q alimentar o fogo da felicidade…e sim, suuuuper importante, tem q estar bem consigo mesma. A vida é um presente…me parece estúpido e desrespeitoso não cuidar bem dela…. ;-)
    bjs
    c

      Alexandra
      Reply 9 de December de 2013

      Bingo!
      Beijos cheios de carinho e.......felicidade.

    Sonia heloisa ferrari scacalossi
    Reply 9 de December de 2013

    Alessandra gostei das suas palavras.:não projetar a felicidades em nada e nem ninguem.......bjs.

      Sonia heloisa ferrari scacalossi
      Reply 9 de December de 2013

      Corrigindo. Alexandra. Bjs

        Alexandra
        Reply 9 de December de 2013

        E não é mesmo, Sônia querida de olhos lindos?
        Beijo grande.

Sara
Reply 9 de December de 2013

Consuelo, tô sempre por aqui, mas quase nunca comento... mas hoje... me senti tão perto de ti! Tu é sempre tão honesta ao falar das coisas... e esse relato da tua "fase triste" e essa conclusão do que o blog é um espaço para se "dividir alegrias"... sei lá, sinto isso sempre que entro aqui, mas hoje foi mais forte! OBRIGADA!!!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Que bom!!! Então ótimo início de semana para ti!! Com um sorriso! bjs c

      Sara
      Reply 10 de December de 2013

      ;-)

Anna Cenci
Reply 9 de December de 2013

Post incrivelmente inspirador para essa manhã de segunda! E veio a calhar, pois ultimamente ando com esse tipo de pensamento, de meta.

O projeto acaba de ganhar um seguidor/fã! :)

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Que máximo!! Adoro isso…um encontro! bjs c

Cassiano Lopes
Reply 9 de December de 2013

Post inspirador Consu! Pra mim, o significado de felicidade está em uma frase bem simples do Mario Quintana que diz assim: "Tão bom viver dia a dia; a vida assim jamais cansa." Sou feliz por ser quem eu sou e por fazer feliz quem está ao meu redor. Simples assim. Um beijo e um abraço de urso para todos com muito amor! Cassi.

    Alexandra
    Reply 9 de December de 2013

    Você faz, Cassi querido. Me faz feliz estando próximo de alma e virtualmente.
    Beijo graaaaaande. (hoje estou megalomaníaca pra escrever....rsrsrsrs)

      Cassiano Lopes
      Reply 9 de December de 2013

      ENORMEEEEE PRA VC ALE AMADA!!!! tudo em caixa alta mesmo, superlativado e exagerado como eu!!! rsrsrs

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Cassi querido! Linda frase!! bjs c

      Cassiano Lopes
      Reply 9 de December de 2013

      Bjocas Consu! Adoro Mario Quintana. ;-)

        Cassiano Lopes
        Reply 9 de December de 2013

        Esqueci de dar uma dica de um filme muito bacana que cujo título não poderia ser mais apropriado para o tema desse post "SIMPLESMENTE FELIZ"! Amei!

    Maria Araci
    Reply 9 de December de 2013

    Adorei Cassi: Sou feliz por ser quem eu sou e por fazer feliz quem está ao meu redor!!!! Bjs

      Cassiano Lopes
      Reply 10 de December de 2013

      Simples assim MA! Bjo grande amada.

Bia Lombardi
Reply 9 de December de 2013

Que delícia ver o Glück aqui!!! Já acompanho (e adoro!) o projeto a algum tempo...

Assim como a sua declaração para a Karin e os textos postados por eles a coisa mais bacana é perceber que a felicidade está dentro da gente.

Essa percepção vem com a maturidade, né? Vem com se colocar em situações às vezes não tão agradáveis e ir percebendo, aos poucos, que o mundo se transforma exatamente naquilo que queremos ver!

AMEI, Consuelo <3

Bjs mil!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Que lindo Bia!!! Tão jovem vc e sempre com um olhar tão límpido!! obrigada! bjs c

Isa
Reply 9 de December de 2013

Consu,
Adorei. Acho que o sucesso (merecido) do teu blog e a interação que existe nesse salotto vêm exatamente da versatilidade com a qual você escreve. Os assuntos que aborda, a linguagem que usa. O tema da felicidade é incrível e o seu testemunho de mulher de meio século(como você diz) e o desses dois jovens realmente faz pensar. Obrigada a você e a eles por tirar de dentro das pessoas questionamentos tão óbvios, mas às vezes esquecidos, escondidos. Bjão e uma semana abençoada para todo o salotto.

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Os pensamentos não seriam quase nada se ninguem os entendesse tão bem como essa galera incrível do salotto!!! Grazie a te!!! ;-)
    bjs
    c

Ana Laura Rabelo
Reply 9 de December de 2013

E você está escrevendo cada vez melhor! Que lindo o seu testemunho, que emoção ao escrever, parabéns! Invista nisso. Acredito.

bjks,
AL

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Não é sempre…mas fico feliz q vc gostou! bjs c

Jeanine Fontan
Reply 9 de December de 2013

Querida, um lindo presente para o "meu dia de hoje"!
Caiu como uma luva!

Muito obrigada!
Um grande beijo!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    que bom!!! Vc merece e precisa para criar as belezuras q vcs fazem! bjs c

O.
Reply 9 de December de 2013

Consuelo,
Normalmente já me emocionaria com esse tipo de post. Mas esse me tocou ainda mais fundo.
É um misto tão grande de emoções que não tenho como descrever, só posso agradecer pelo seu depoimento.
Muito obrigada!
Bjs

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Oh querida!!! É gostoso se sentir assim, não é? Aquele mix de triste, feliz e emocionada… Obrigada! bjs c

Conceição
Reply 9 de December de 2013

bacana mesmo! e ousado!
e ser ousado não é para os fracos hehehehe

o tema "ser feliz" é fértil, pq é a resposta que todas nós buscamos.

bjs

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Isso mesmo!! bjs c

Adriana Melo
Reply 9 de December de 2013

Olá Consuelo! Agora, quando li seu depoimento, fiquei pensando nas luzes amarelas! ... As vezes, não nos damos conta de que nosso estado de espírito, ou recusa em aceitar novos caminhos, que nos fazem vê-las amarelas! Nos últimos dez anos, senti-me sufocada com essas luzes amarelas, mas hoje sei que era "saudade" ! Saudade daquilo que eu era, que ficou para trás quando escolhi pensar na família! Todos os dias acordava com a sensação que estava viajando, ou pisando nas nuvens... mesmo constituído um lar, sentia falta de casa! O interior tem ótima qualidade de vida, porém, felicidade esta onde nos sentimos bem, "em casa" ! Faz uma ano que retornei a São Paulo, um ano de muitas adaptações, venda e compra de um novo lar, reforma e tal, porém, desde o dia que retornei, acordo sentindo-me "em casa" ! A Paz de espírito que sinto hoje, não tem igual! Para mim, felicidade tem haver com tranquilidade, calma, e acima de tudo, potencialidades! ... não consegui em tantos anos me adequar a cultura local, e consequentemente, profissionalmente ficou muito a desejar! Hoje, tudo mudou, em menos de um ano, voltei ao mercado, retornei ao ciclo de atualizações, estou trabalhando muito, e voltei a "estar e ser feliz em casa" ! ... acredito que temos a primeira infância muito forte dentro de nos, mesmo que tudo mude, mas os cheiros, os gostos, os modos, enfim, a cultura e educação que vivenciados na infância, permanece conosco! ... E talvez, no meu caso particularmente, só conseguia ver as luzes amarelas! No entanto, somente hoje consigo entender que tive muitos momentos felizes, que vi minha filha crescer com tanta saúde e qualidade de vida, que deixei amigos "amigos" que foram a minha família, que tudo era claro, e continua, belo, quente e de alto astral! ... quem estava fora do contexto era eu, e minha não aceitação, voltei, estou muito feliz e me reencontrei... Porém, tenho certeza, que um dia, minha filha ira retornar, porque lá, onde a criei, para ela significa "estar em casa" , pois sua melhores lembranças, ficaram por lá, nas luzes que para ela não eram, e não são, amarelas, mas bem coloridas e brilhantes! Bjs

P.S: te acompanho sempre! Qualquer dia, em uma próxima reunião do salotto, apareço! Boas e felizes festas para você e os seus! ❤️

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Oi Adriana, que lindo comentário!!! Muito obrigada!! Ajuda a ilustrar do que estamos falando aqui, mesmo que para cada uma a estrada é diferente…
    bjs

    c

    Ritinha Medina
    Reply 9 de December de 2013

    E eu fico FelizFeliz por vc, Drica.
    Por se sentir novamente em casa;
    Pelo seu retorno ao Salotto...
    Bjkas,

      consueloblog
      Reply 9 de December de 2013

      Nossa Drica!!! Porque não associei e precisei da Ritinha… esse meio século tá acabando com o meu Tico e Teco…rsss!! Q bom saber o q vc tem feito! E olhe, no próximo encontrinho, vc tem q vir sim!! bjs c

        Adriana Melo... Drica Melo!
        Reply 9 de December de 2013

        Com o meu também Consuelo! ... tinha esquecido do Drica Melo! hahaha... estou trabalhando com ambientação, ajudando a vestir lares felizes, tornando-os mais aconchegantes e confortáveis! Bom D+ !!! Tenho sempre você e o salotto como referência, cresci muito lendo seus incríveis posts !!! Bjs

      Adriana Melo... Drica Melo!
      Reply 9 de December de 2013

      Olá querida! Obrigada pelo carinho Ritinha ! Mesmo com as mudanças, continuo acompanhando vocês! Boas e felizes festas!

        Adrianne
        Reply 9 de December de 2013

        Saudades, Drica! Temos sentido muito a sua ausencia por aqui. E fico feliz por este tempo de realizaçoes que voce esta vivendo.

          Luciene Felix Lamy
          9 de December de 2013

          Saudades, Drica!
          Que bom tê-la por aqui, amiga. ;)

          Drica Melo
          10 de December de 2013

          Olá Adrianne! Que bom ser lembrada e receber seu carinho! Obrigada querida! Bjs

        Ritinha Medina
        Reply 10 de December de 2013

        Ah Drica querida,
        Peguei o cheirinho de suas palavras no ar...
        Prá vc e filhota, um 2014 Feliz!!!
        Bjkas,

          Drica Melo
          10 de December de 2013

          Olá Luciene! ... mesmo ausente na escrita, acompanho suas aventuras aqui no salotto! Grata pelo carinho! Bjs

Maria Araci
Reply 9 de December de 2013

Felicidade!!!!!êta assunto que as vezes é díficil de falar!!!! A felicidade pode ser roubada de tua vida em certas ocasiões e tu tens que achar forças para trazê-la de volta!!!! Tens que enchergar os motivos, que sempre são muitos, para quereres ela outra vez, tens que te abrir ao novo, ao precioso que ainda te cerca, e sobretudo agradecer que tem gente que está junto contigo nesta empreitada!!!!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Vc sabe do que fala querida!! Um abraço forte! bjs c

Adrianne
Reply 9 de December de 2013

Texto perfeito, iluminada Cons. Ou melhor, textos. Conheci o projeto atraves de uma inserçao da Celia aqui no salotto. E, como defendo firmemente a arte do encontro, fui pesquisa-lo. Instigante, emocionante, impossivel nao se admirar, inspirar e aplaudir. E o que seria viver sem nossas doces loucuras...

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Ahhhh!!! Isso sim!!! Sem dúvida!! bjs c

Natalie
Reply 9 de December de 2013

Oi Consu!
Quanto tempo não comento por aqui, mas esse post pediu um comentário.
Aliás, quando vi no face do que se tratava, entrei imediatamente para ler. Adorei conhecer o projeto e vou conhecer melhor e acompanhar, pois como muito aqui já disseram, a felicidade é sempre assunto de pauta, de interesse geral e nós estamos sempre em busca dela, a cada segundo de nossas vidas! Quem não quer ser feliz?
No auge dos meus 23 anos, muitas questões pairam sobre a cabeça e o medo do futuro e a pressão que nos é imposta faz com que essa busca da felicidade seja incessante. Concordo quando dizem que o autoconhecimento e uma das peças chaves para que isso aconteça e sigo em busca rs.
Após 3 meses na Europa com meu namorado, longe de casa e muitas inseguranças do que iria encontrar, me vi realmente feliz por ter conseguido deixar algumas coisas pra trás e ter vivido uma experiência nova e maravilhosa!
Acho que o novo é um ótimo combustível!!!!!!!!
Um beijo!!!!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Interessante esta do novo, não havia pensado… obrigada! bjs c

Luciana Rodrigues
Reply 9 de December de 2013

Ploft! Quase cai da cadeira de tanta emoção!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    rssss!! bjs c

Maria Vilma
Reply 9 de December de 2013

Durante muito tempo tive o hábito de sentir falta de felicidade... como se fosse
algo pronto... até entender o óbvio (nem sempre fácil) como bem disse o Fred
“a busca pela felicidade é um exercício constante que deve nos acompanhar
até o fim.”
Nesse exercício, eu tenho aprendido que a felicidade é realmente uma decisão pessoal, é procurar trocar pensamentos pessimistas por reflexões otimistas, que
me permitam a ampliação de horizontes confortadores sobre a vida, a valorizar e agradecer cada momento da vida como uma nova oportunidade, como por
exemplo, ler este post, compartilhar de experiências tão enriquecedoras!...
Estar aqui no Cblog/Salloto todos os dias me faz tão feliz!...
Um feliz beijo!!!
MaVi

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    MaVi querida, é isso mesmo!!! A estrada vc já encontrou!! bjs c

Marcelise Azevedo
Reply 9 de December de 2013

Amei! A vida é isso! E como disse Guimarães Rosa em uma das minhas passagens favoritas :
"O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem."

beijos!!

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Lindo isso!! Realmente, engraçado não, ser feliz requer coragem! bjs c

Mayse Regal Maia
Reply 9 de December de 2013

Maravilhoso o teu texto! Amei! Parabéns pela felicidade adquirida!
Bjs
Mayse

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    Obrigada!! bjs c

Dany - São Paulo
Reply 9 de December de 2013

Consu:
O seu texto pessoal é simplesmente maravilhoso e comovente!!
Como é interessante observar que o mesmo cenário (as luzes amarelas de Firenze) pode parecer triste ou fantástico, dependendo do contexto em que você se encontra.
E o Roberto, sem dúvida alguma, foi o grande mágico transformador deste quadro. Nada melhor do que a admiração, compreensão e respeito mútuos para a construção de uma vida a dois!! bjos

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    É verdade, me sinto muito afortunada! bjs c

Mia Athayde
Reply 9 de December de 2013

É, querida Consu .... vc chegando ao meio século e se aprimorando na arte de bem viver, de viver bem ... sendo e fazendo felicidade !!!
Viva Viva !!!!!
Pelas minhas experiências nessa vida repleta de mudanças (nasci fora, morei em 17 casas antes de me casar a primeira vez, estudei em 11 colégios, em 6/01 faço 54 aninhos, 3 filhas adultas - e, como vc, sou uma mãe melhor de gente grande do que de crianças - me casei novamente com meu primeiro namorado e o meu grande amigo da vida toda), acredito que a maturidade pode ser um caminho muito legal para se construir a felicidade!
Adorei seu post de hoje!
Adorei as ideias, os insights, os comentários do Salotto e a energia forte e poderosa que leva toda essa galera à reflexões de como ser feliz !!!
Karin e Fred, Muitas alegrias no "todo dia" novo de vcs !!!
Célia, obrigada por ter contado do Glück à Consuelo !!!
Cons, obrigada por irradiar amor !!!
bjssssss

    consueloblog
    Reply 9 de December de 2013

    E Mia, obrigada por nos contar mais da tua vida! E ser a bela pessoa q és! bjs c

    Cassiano Lopes
    Reply 10 de December de 2013

    Que linda história de vida Mia!!! Dá um super post. =-) Bjocas.

Célia
Reply 9 de December de 2013

Puxa, agradeço a todos do Salotto pelos lindos comentários que fizeram sobre o projeto da minha filha Karin e do meu genro Fred, e mesmo sabendo que sou suspeitíssima, eles são mesmo muito especiais, corajosos e inteligentes....mas fica até chato eu ficar falando assim deles não é? O maior reconhecimento é mesmo a opinião dos leitores do Glück ;-)
E Consuelo, quem te vê agora, quem te conhece somente de algum tempo, como eu, nem imagina que vc também teve momentos difíceis, vivendo essa vida tão linda, num lugar tão encantador.... a vida nos traz as oportunidades e nós somos os responsáveis em aproveitá-las da melhor maneira possível. E a maturidade também pode ser uma aliada, não é? Tenho também meio século e sinto muitas vezes que é só o começo....
Obrigada novamente a todos
Bjs

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    É sim, só o começo!!! :-)
    Bjs
    C

Sonia heloisa ferrari scacalossi
Reply 9 de December de 2013

Oi Consuelo entrei tarde no salotto,Qta emoção no seu texto sinceridade que me emociona Tenho marido que me faz sempre pensar na simplicidade da vida pois ,atraves dela chegamos a felicidades.Parece tão simples não é? Talvez....Temos que regar essa plantinha chamada felicidades todos os dias bjs.

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    E regando vamos à frente!! Bjs c

Luciene Felix Lamy
Reply 9 de December de 2013

Fantástico! Um empreendimento e tanto!!!

Nada mais pertinente que discutir justamente isso o que esses jovens corajosos ousaram esmiuçar: a tal FELICIDADE! \o/

Ah, e como a Filosofia busca essa "régua", hein?

Desconfio que, independente dos 'signos' exteriores* já assentados que costumamos enxergar como sendo pré-requisitos certeiros para a tal felicidade, haja mesmo certos "imponderáveis" a serem considerados.

Uma das coisas que observo é que em todos os indivíduos há graus variáveis de interesse e até predisposição em perseguir e conquistar a tal felicidade (aqui entendida como um 'elástico' de plenitude e satisfação que tentamos esticar sempre que podemos).

Há muitos que fazem a linha "tá ruim mas tá bom" mesmo em meio ao caos se resignam, enquanto outros, mesmo com tudo já relativamente tão bom, estão sempre em busca de algo mais. E algo mais. E algo mais. Não que isso os transforme em eternos insatisfeitos, apenas não ficam estagnados. Talvez pq com tudo, ou melhor, apesar de tudo isso, anseiam por mais.

Penso que toda e qualquer mudança mais significativa afete nosso bem-estar geral: de estado civil (casamento ou divórcio), de casa (cidade, país ou continente), de filhos (se bebês, crianças, adolescentes, já adultos ou se não os tivemos), de emprego, de cargo ou até mesmo de profissão, fora as alteraçõezinhas de praxe tais como de peso ou de faixa etária (de balzaquiana pela da 'autonomia existencial', por exemplo), seja qual for, em maior ou menor grau, toda mudança nos afeta. E nem mencionei a perda de entes queridos, legítima fonte de tristeza, de infelicidade... :(

A questão é: se a vida É mudança com qual espírito estou disposto(a) a encará-la?

Estou vivendo justamente um momento assim: meu Amor acaba de ser indicado para um cargo importante (mandato de 4 anos) e talvez haja mesmo necessidade de mudarmos de cidade. Nada demais, nada grave, exceto por um detalhe: eu ADORO onde moro! Eu ODEIO mudanças drásticas!

Passado o susto inicial, parei, pensei e cheguei à seguinte conclusão:
Luciene, pode ser um martírio; pode ser uma glória. Você escolhe.

Eu escolho fazer jus ao meu nome, decidi SER FELIX!
Com direito a certos momentos de introspecção, de saudosismo e, se vier uma pontinha de melancolia, contemplar as ondas do mar e compreender que faz parte. \o/

Mil beijos, felicidades a todos do Salotto e à donzela, claro!
lu.
(*) Contar com boa companhia afetiva, ter filhos saudáveis, amorosos, um lar agradável, conforto, segurança, boa saúde, educação de boa qualidade, acesso a bons meios de transportes, cultura e viagens, por exemplo.

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Querida, eu sou aquela q preferi comprar a acaso a uma mudança!! Rsss Capricórnio, terra, raízes... Odeio mudar!!!
    Mas esta surpresa, joga assim, sem mais nem menos sobre nós? Ainda bem q o Salotto viaja.
    Bjs!!!!
    C

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    PS lindo texto!!

      Adrianne
      Reply 10 de December de 2013

      Lindo!!!!! Lindos os textos, lindas e inesqueciveis as amigas.

    Dany - São Paulo
    Reply 10 de December de 2013

    Lu:
    Adorei seu texto, refleti e me identifiquei bastante!
    Realmente toda mudança gera certo desconforto. Adorei o comentário acerca das "alteraçoezinhas de praxe" de peso e idade (rsrs), que também nos abalam (rsrs).
    Qto à mudança que se avizinha em sua vida, estaremos na torcida, com a certeza que você saberá ver o lado bom da vida, aqui ou acolá!!
    bjos
    Dany

      Cassiano Lopes
      Reply 10 de December de 2013

      Com os olhos cheios e o coração à mil! Texto lindo e reflexivo... Bjocas Lu!

      Luciene Felix Lamy
      Reply 11 de December de 2013

      É assim mesmo, Dany: a vida nos acontece; tb acontecemos à vida. Estou começando a desconfiar que ainda vou voltar aqui e dizer algo do tipo: "Amigos, e não é que esse Júpiter* em Câncer [signo do lar, da casa, família, base, estrutura] realmente melhorou e muito meu Lar?" rsrs. Ao menos, é isso o que os astros auguram. ;)
      Beijos e brigadão,
      lu.
      (*) Júpiter/Zeus é o "grande" benéfico na astrologia.
      PS: Quero ver é "ele" me arranjar uma cozinheira como Betinha, há + de 11 anos favorecendo uma das piores "alteraçõezinhas de praxe", rsrs.

        Dany - São Paulo
        Reply 11 de December de 2013

        Lu, se precisar manda a Betinha para minha casa!!
        bjos

    Alexandra
    Reply 11 de December de 2013

    Lú, Lú, Lú....cheguei atrasada....mas tô aqui!
    Então aquela mudança vai se confirmar?......estou feliz por você amiga! Tenho absoluta certeza que será muito bom pra você....confie!
    Mesmo sendo Capricorniana com C maiúsculo, eu adoro uma mudança....se for de casa então.....(nos meus primeiros 7 anos de casada me mudei 7 vezes....rsrsrs). Sempre acho que mudanças trazem novos ares e olhares, novas possibilidades...... Vai entender.... Talvez tenha a ver com o gosto por desafios, por provar que posso fazer....mas esse é seu departamento, então....fico quietinha.
    Estarei torcendo para que tudo transcorra com tranquilidade pra você e sua família. Tenho certeza que os laços ficarão mais fortes (mais?....rsrsrs). E....estarás perto do mar....ahhhh o mar.....ele é um excelente amigo.
    Um beijo bem grande em seu coração.

Luciene Felix Lamy
Reply 9 de December de 2013

Consu,
Maravilhoso, teu relato foi comovente, me vi nele. ;)

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Precisamente!!! Obrigada! Bjs c

    Drica Melo
    Reply 10 de December de 2013

    Luciene! Minha família será sempre minha razão de viver! Encarei muitas mudanças para que meu marido tivesse um currículo legal, inclusive com carreira internacional! Conseguimos e voltamos a São Paulo por decisão e vontade própria! Aqui, ainda estão as melhores oportunidades, no nosso caso específico! As mudanças foram ótimas, conhecemos outras culturas, porém, eu adoro minha terra, o movimento frenético, as infinitas novidades, as padarias nas esquinas, as deliciosas cantinas, e as belas pizzas! ... Ainda estou me acostumando com o novo formato, e se posso te dar um conselho, siga seu marido, os sonhos nos fortalecem! ... Para ser bem sincera, adoro mudanças, gosto de renovar sempre, em dez anos, cinco aconteceram! Não descarto outra oportunidade, mas neste momento, nesta etapa, estou bem feliz! "Em casa"

      Luciene Felix Lamy
      Reply 11 de December de 2013

      Ah, eu vou Drica... Eu vou.
      Mas não gosto de mudanças, não, rsrs.
      Ele foi indicado a Pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa.
      É Sagitariano, tem ótimas relações acadêmicas.
      O problema é só essa minha Lua Cheia em Câncer: o caranguejo agarra o já conhecido com suas pinças e... É duro fazê-lo largar.
      Moro num dos melhores bairros, numa nas melhores avenidas desse bairro e, certamente, num dos melhores edifícios dessa avenida: o colégio em que estudei (Sion) e onde meus filhos estudam, pertíssimo; a Cultura Inglesa, pertíssima e um Shopping maravilhoso ao lado. Detalhe: desde que viemos para SP, há 42 anos é aqui que sempre morei.
      Tens toda razão: façamos (bem) o que for melhor para todos.
      Estou disposta a fazer essa experiência. Com ânimo!
      A família também é minha razão de viver. \o/
      Brigadão pela força, amiga!
      Beijos,
      lu.

Claudia onofre
Reply 10 de December de 2013

Lindo post...!
Ler um tema delicioso como "Felicidade" era tudo o que eu precisava hoje.
Hoje faz 10 anos oficiais que me transferi para Itália. Nestes dez anos eu também vi muitas luzes amarelas....e lendo este texto, me fiz a pergunta: sou feliz? Reconheço quando estou em um momento de felicidade?
As luzes de hoje, as vejo em tons diferentes, as vezes com brilhos mais intensos e as vezes simplesmente amarelas.
A felicidade para mim, esta como vivencio determinada situação.
Por exemplo um dia ao sair do trabalho era tarde, muito tarde. Eu estava atravessando a estrada para pegar o ônibus não tinha ninguém nem um carro naquela estrada, tinha simplismente uma pessoa...eu, em uma noite escura, fria e triste. De repente uma gota de água fria cai na ponta do meu nariz, e mais uma ..e mais uma naquele momento levantei minhas mãos e deixei cair sobre elas as gotinhas, e percebi que não era chuva... era a neve.
Olhei para o céu escuro que lançava lentamente sobre mim uma cascata de neve, iniciei naquele momento a girar em volta de mim mesma, olhando para o céu, admirando pela primeira vez em vida minha a neve. A felicidade era dentro de mim, mesmo sozinha em uma noite fria e triste, naquele momento me senti feliz, como uma menina de um passado distante.
Descobri que pequenos momentos vibram dentro de mim em forma de uma alegria sem tamanho, provocando em mim um momento de felicidade!!
independente da fonte inicial porque o importante e' o resultado final. Bjs!!
consuelo seu texto e' maravilhoso e verdadeiro adoro quando vc conta suas experiencias de vida. Bjsss!

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Querida e eu honrada e emocionada com i teu!! Consegui te ver enquanto, ao mesmo tempo, ver através de vc!! Obrigada! Bjs c

Ana Massena
Reply 10 de December de 2013

Bom! Muito bom, mesmo! Adorei!

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    :-) bj c

Fred Di Giacomo
Reply 10 de December de 2013

Hey, Consuelo, tudo bem? Obrigado pelo destaque e pela entrevista, viu? Um grand beijo

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Nossa!!! Honra!!!!! Vcs não sabem o quanto gostei de tudo isto!!! Super! E obrigada! bjs c

Andrea - Curitiba
Reply 10 de December de 2013

Viajando...and just now catching up on the blog...A gente se acostuma a tudo na vida...eh so querer....Ter boa vontade, paciencia, tolerancia, ver a felicidade nas pequenas coisas, dar valor ao que se tem...alias, uma frase que eu gosto muito: ¨Por hoje eh o que temos!¨.....Que bom querida Cons que vc soube e compreendeu que tem-se que se ajeitar com o que se tem no momento....so assim a gente pode ser feliz!! Bjs lindona........

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Realmente! É impressionante o quanto a felicidade pode ser domada!... Bj c

Ritinha Medina
Reply 10 de December de 2013

Começo o comment por onde???
O projeto/blog de Karin e Fred (eu já tinha zapiado e voltarei...) é ousado; de tema instigante!!!
A entrevista, feita pela blogueira querida, é inteligente, direta!!!
E o seu depoimento é carregadinho de emoções puras e verdadeiras!!!
A menina, que aos 26 anos já era energética, agora então...
E lá vamos nós!!!
Batalhando pela felicidade nossa a cada dia...
Bjkas,

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Amém! Bjs c

Ana Placido
Reply 10 de December de 2013

Muito legal tudo o que li, do post na íntegra aos comentários e respostas. Compõem uma bela reflexão daquilo que a felicidade significa pra cada um. E há tantos jeitos de ser feliz, não é mesmo? Consuelo, vc teve o impulso vital de se reinventar pra não sucumbir à tristeza e por isso hoje pode saborear as alegrias e levezas da vida. Eu também estou meio nessa fase, depois de 30 anos de trabalho como educadora em SP, estou me aposentando no final deste ano. Como me reinventar depois de tanto tempo realizando algo através do qual me sentia inserida no mundo e dotada de uma importância social que me gratificava enormente? Vamos ver o que eu inventooo! Ah, recomendo o livro "Felicidade: diálogos sobre o bem-estar na civilização", do Eduardo Giannetti, ótimo ensaio filosófico sobre o assunto. Beijos

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Querida! De instinto já estava me jogando em sugestões!... Rsss mas se aprendemos uma coisa com este post, e como vc diz, a felicidade é diferente para cada um!... Estaremos aqui para te dar suporte, mas a estrada é vc quem escolhe, concordas?... Bjs c

      Ana Placido
      Reply 10 de December de 2013

      Obrigada! :-)

KARLA PADOIN
Reply 10 de December de 2013

Show,amei o post!! Simplesmente me senti muito feliz em ter tido a oportunidade de ler,conhecer teu blog e te conhecer...um abraço carinhoso

    consueloblog
    Reply 10 de December de 2013

    Oh querida q delicia te ver por Aqui! Bjs c

Amanda Noventa
Reply 10 de December de 2013

Amei a matéria da Karin! Venho seguindo o Gluck Project desde o início e realmente é inspirador. Parabéns!

Luciene Felix Lamy
Reply 11 de December de 2013

Ainda sobre felicidade...

Vale muito a pena conferir o artigo da neurocientista Suzana Herculano-Houzel, no Caderno “Equilíbrio” da Folha de S. Paulo (10/XII/2013), intitulado “Gratidão”, que tomo a liberdade de transcrever na íntegra aqui, para o Salotto:

“De todos os feriados, o de Ação de Graças norte-americano é meu favorito: um dia para reunir a família ao redor de um enorme jantar e lembrar de todas as pessoas, coisas e oportunidades pelas quais somos gratos. Ainda por cima, é um feriado não religioso* e não comercial (ainda que dê início à temporada de compras natalinas).

Muito apropriadamente, o site TED.com publicou no feriado a palestra do monge Beneditino David Steindl-Rast, que vem divulgando uma mensagem de gratidão.

Em voz deliciosamente serena, porém firme e sem qualquer apoio audiovisual, o monge nos lembra que todos nós, de qualquer cultura, etnia, credo ou profissão, temos algo profundo em comum: o desejo de ser feliz. E ousa dar uma receita: o caminho mais fácil e imediato para a felicidade é a gratidão.

É uma mensagem simples e poderosa – e a neurociência assina embaixo. David nos lembra do que é dar graças: é parar por um instante para olhar ao redor e reconhecer as oportunidades que temos e lembrar que, mesmo se algo dá errado, a vida nos dá a oportunidade de tentar de novo. Na pior das hipóteses, podemos ser gratos só por essa oportunidade de seguir adiante.

Fui assuntar na literatura científica sobre o que é a gratidão para o cérebro e me deparei com um belo estudo do americano Jordan Grafman com o brasileiro Jorge Moll sobre emoções morais.

Apoiados na filosofia de David Hume, eles supõem que essas emoções dependem da noção de agência, ou seja, de responsabilidade pessoal pelos acontecimentos. Quando algo de bom acontece como resultado das nossas ações, ficamos orgulhosos; mas, quando algo de bom acontece por ação alheia, ficamos... Gratos. A equipe mostra que, nos dois casos, de fato há ativação do sistema de recompensa do cérebro, que nos deixa instantaneamente felizes e satisfeitos.

Parar para olhar ao redor e dar graças pelas coisas boas da vida é, portanto, dar ao cérebro uma oportunidade de lembrar de tudo o que tem dado certo e ficar genuinamente feliz com tudo isso que não depende de nós. Assim, a gratidão é, por definição, um sentimento de felicidade – mas um que podemos escolher ter a cada instante.

É só fazer uma pausa, dar graças (à vida, aos céus, a Deus, ao acaso, às pessoas boas que você conhece, não importa) e instantaneamente seu cérebro encontrará um momento de felicidade.”.

Eu adorei! Tinha que compartilhar com vocês, amigos.
Mil beijos,
Lu.
(*) É religioso sim, e bem arcaico, de origem pagã, pois o paganismo grego nasce da necessidade de se cultuar gratidão às dádivas de Deméter (Ceres). Por isso, as primícias (1ªs colheitas) eram depositadas num Fannum (local sagrado) e, neste, num Asylon (altar).

PS: Há uma bela frase de Victor Hugo que diz assim: "Os infelizes são ingratos, isso faz parte da infelicidade deles".

    Maria Vilma
    Reply 11 de December de 2013

    Belíssimo texto, Lu.
    Tudo a ver com o que eu penso e almejo.
    Obrigada, por compartilhar.
    bjs,
    MaVi

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *