Por mais lua, conhaque (ou música)


música

Por mais lua, conhaque [ou música]

Cris M. Zanferrari

Eu não devia te dizer
mas essa lua
mas esse conhaque
botam a gente comovido feito o diabo.”

Carlos Drummond de Andrade

Parem tudo, desliguem os celulares, cessem o monólogo interior. Eu hoje vim falar de música.

Acho que foi Nietzsche a dizer que “a vida sem música seria um erro.” Mas a verdade é que também sem arte e sem literatura, a vida seria igualmente um equívoco irremediável. É isto mesmo: sem a música, sem a arte e sem a literatura, estaríamos todos condenados.

Basta observar como o mundo anda excessivamente comovente. O que nos chega pela tela da TV ou do tablet nos assusta, nos põe em choque, nos comove. São imagens desumanas como essa do pai com os filhos gêmeos__ e sem vida__ ao colo. São cenas do terror atacando pedestres na ponte em Londres, e alguns dias depois, no calçadão em Estocolmo. Por aqui, o horror da morte de um estudante na frente de casa à volta da aula. Por aqui, as tragédias todas: a vida ceifada no trânsito, dentro dos muros escolares, diante dos filhos, diante dos pais, diante das câmeras, todas vigilantes, mas impotentes. Onde, afinal, se escondeu a paz?

Tanto excesso só pode ser anestesiante. De tanta comoção, já não nos comovemos mais. O choque diante da brutalidade humana dura o tempo da notícia, vira passado ainda que mal tenha passado. Que grande condenação é estarmos assim: dessensibilizados. Ou ao menos, pensar que assim estamos. Porque já não choramos mais diante dos horrores noticiados, acreditamos mesmo que estamos imunes, imperturbáveis, insensíveis. E então, quando menos se espera, uma música nos pega. Uma determinada música__ ouvida não importa onde, na rádio, em casa, num show __ nos desarma. E nos faz lembrar como se molham os olhos.

Quando uma música me faz chorar, me faz chorar pelos gêmeos ao colo do pai, pela menina morta no banheiro da escola, pela mãe que perdeu o filho. Quando uma música me faz chorar, me faz chorar pelas dores que há no mundo, por mim e por você, e__ paradoxalmente__ me faz chorar por ninguém.

É isso mesmo. Há músicas que nos fazem chorar porque sim. Porque não é preciso haver dor, tristeza ou raiva para que haja lágrima. Porque se pode, sim, chorar de um puro contentamento, de um puro transbordamento da emoção, de uma pura alegria que a música nos dá. A música desperta os nossos sentidos, e é tão sensorialmente estimulante que chega a literalmente arrepiar a pele numa espécie de, digamos, orgasmo musical. É forte o que digo porque é forte o que sinto. Por uma música assim vale a pena estar vivo.

É que a música __ tanto ou mais que a arte e a literatura__ nos põe num estado de (re)conexão com o que há de mais profundo e primevo em nós mesmos. A música alcança a nossa alma. A música __ assim como a arte e a literatura__ é a comoção que nos chega por meio da beleza. Comove porque a beleza se converte, dentro de nós, em puro e absoluto sentimento.

Rubem Braga, mestre da crônica brasileira, fazia música com as palavras, e sobre a música propriamente dita escreveu inúmeros textos. Em um deles, sobre o samba, diz assim: “A malandragem existe mais no samba que na realidade. […] Vamos, portanto, para o morro ouvir as primeiras cuícas do carnaval do ano que vem. Não precisamos levar armas. Levemos ouvidos e coração para ouvir e para sentir. Não aprenderemos música. Mas sentiremos coisas que são tristes e belas e que é bom sentir. Aprenderemos sentimento…”

Então é isso. Fazer música, tocar música, ouvir música. Musicar a vida para sentir mais e melhor. Musicar a vida para se comover e se sensibilizar. Musicar a vida para descobrir que dentro de cada um é onde a paz, finalmente, pode ser encontrada. Musicar a vida porque também a música é emoção.

Então é isso, Drummond. “Eu não devia te dizer”, mas também a música “bota a gente comovido feito o diabo.”

Cris M. Zanferrari é autora também de outros lindos textos no seu blog Mania de Citação.  Sugiro também o seu instagram, Prosa Poesia.

Did you like this? Share it:

YOU MIGHT ALSO LIKE

Pra não dizer que não falei de moda… por Cris M. Zanferrari
May 26, 2017
presente
Que presente dar?…
March 06, 2017
Damos pouco valor ao que é grátis?…
February 03, 2017
Mãe – Rivotril
November 23, 2016
Da carta ao blog: lições da escrita
September 12, 2016
Dia feliz por Cris M. Zanferrari
August 11, 2016
O que melhora o mundo por Cris M. Zanferrari
July 13, 2016
De juízes e juízos por Cris Zanferrari…
May 19, 2016
Além do Bojador
March 11, 2016

21 Comments

Karoline Fernandes
Reply 12 de April de 2017

Que maravilha, até me emocionei lendo isto ( é quando falo em música, vou á lágrimas) porque sou percussionista e baterista ( apaixonada).... Convivo com música todos os dias... É vida, é amor é tudo que eu mais amo na minha vida... Larguei minha graduação para viver esse amor... Ele me completa a cada dia...

Música é tudo, obrigada por todas essas palavras lindas que você escreve. Eu ameiiiii!!! Beijos

    Cris M. Zanferrari
    Reply 12 de April de 2017

    Que linda sua história de amor pela música, Karoline!! Eu vivencio um amor assim também, só que pela literatura!!
    Muito obrigada por compartilhar suas emoções com o nosso amado Salotto!!
    Bjo afetuoso

      Karoline Fernandes
      Reply 13 de April de 2017

      Beijo pra você também... Continue com esse amor incrível que você tem!!

helena
Reply 12 de April de 2017

Cris M. Zanferrari, seu texto é lindo, eleva a nossa alma, como a música.

    Cris M. Zanferrari
    Reply 13 de April de 2017

    Amei suas palavras, querida Helena!
    E você tem o nome da minha mãe!!
    Bjo grande e afetuoso

Grácia
Reply 12 de April de 2017

Lindas palavras q também emocionam !! que podem virar uma música!! Músicas que tocam na alma e graças a Deus!! ainda nos emocionam

    Cris M. Zanferrari
    Reply 12 de April de 2017

    Somos seres de pura emoção, não é?
    Bjo grande pra vc, querida Gracia!!!

Andrea - Curitiba
Reply 12 de April de 2017

Ai Cris, vc sempre nos emocionando e nos brindando com tanta delicadeza e emocao!! Bjs e obrigada!

    Cris M. Zanferrari
    Reply 12 de April de 2017

    Ohhh, Andrea!!
    Você é uma queridona!! Muito obrigada, minha linda!!
    Beijão!!

Rosana
Reply 12 de April de 2017

A música consegue realmente nos enlevar!!! Tbém choro às vezes, não um choro bobinho, e a pele arrepia sim... é nossa alma sendo tocada! Lindo post!!!

    Cris M. Zanferrari
    Reply 13 de April de 2017

    Verdade, Rosana, a música toca a alma!!
    Obrigada pelo carinho, querida!!
    Bjo afetuoso

luciene felix lamy
Reply 12 de April de 2017

"E nos faz lembrar como se molham os olhos." És uma poetisa, Cris.
Sim, a frase é mesmo do "bigode"*.
Ouvir meu filho chegar da escola e correr ao piano tem sido - para a Alma - o que as flores são para os olhos... Magia! Que Deus olhe por todos nesse mundo; que a Fé ampare o coração dos que ficam, pois sofrem a dor dilacerante da ausência desses inocentes. _/\_
Zilhões!!! E obrigada por suas ternas palavras, amiga.
lu.
(*) E por falar em Nietzsche, eis Tristão e Isolda, uma das + belas obras de Wagner...
https://www.youtube.com/watch?v=J-qoaioG2UA

    Cris M. Zanferrari
    Reply 13 de April de 2017

    Luuuuu querida!!
    Seu filho toca piano?? Que dádiva!!
    Obrigada pela dica-presente de Wagner... vou reservar um tempinho nesse feriado para ver com calma e tranquilidade!!
    Uma feliz e abençoada Páscoa pra vc e sua família!!
    Bjo grande e carinhoso

      luciene felix lamy
      Reply 13 de April de 2017

      Sim, minha amiga! Uma dádiva!!!
      E nem em meus melhores sonhos ousaria pedir uma benção dessas. Foi (está sendo) uma surpresa muito feliz para toda família. O dom aflorou espontaneamente nele. Tudo começou porque tínhamos um teclado presenteado à primogênita na infância. Ela brincou, brincou e, em pouco tempo, deixou para lá. Guardei no maleiro e um belo dia, Théo (14 aninhos) abre a caixa, se encanta e não a largou mais. Foi aprendendo num desses aplicativos para celular. Levei-o à vizinha (+ de 90 aninhos!) que é pianista profissional e, ao ouvi-lo ela pediu-nos para procurar um Maestro, amigo dela. Matriculei-o numa Escola de Música onde aprende a ler e escrever as partituras e toca as maravilhas! Nada imposto, ele mesmo faz questão de frequentar a escola até mesmo aos sábados, em suas horas livres. Tem se dedicado com afinco.
      Libriano com Ascendente em Peixes e Marte em Virgem: esteta, artista e perfeccionista! Quer ser pianista. Mas também sente atração por arquitetura. Tem um canal no youtube "Terraria Architect" (+ de 20 mil visualizações!) onde ensina a construir todo tipo de edificações: casas, castelos, navios, etc. O Marte em Virgem é forte: metódico, desde seus tempos de Lego, ele adora tarefas que exijam precisão e paciência, muita paciência. É o melhor aluno da classe! Que o bom Deus abençoe os sonhos do meu menino.
      Desejo que desfrutes de um feriadão de Páscoa também muito feliz e abençoada, Cris.
      Beijo terno em tu cuore,
      lu.
      (*) Esse prelúdio (bem triste) é uma das + belas canções de amor de todos os tempos!

        Cris M. Zanferrari
        Reply 13 de April de 2017

        Luuuu amada!!
        Que coisa lindaaaa!! Esse seu menino vai longe!!! Vou olhar o canal no YouTube, sim!!
        Uma feliz e abençoada Páscoa pra vc junto dos seus queridos também!!
        Bjo com todo meu afeto pra vc!!

Ritinha Medina
Reply 13 de April de 2017

Cris,
Sinto me no dever de te dizer, mas esse teu texto bota a gente comovida feito o diabo...
Mto obrigada, querida!!!
Bjkas,

    Cris M. Zanferrari
    Reply 13 de April de 2017

    Ritinha querida!!
    Você me surpreendeu com a sua maneira de dizer que gostou do texto! Primeiro, tive que rir em voz alta pelo inusitado! Depois, me senti super lisonjeada com a paráfrase!!
    Muuuuuuuito obrigada, linda!!
    Bjo agradecidíssimo!

Cassiano Lopes
Reply 14 de April de 2017

A música é um elixir mágico capaz de transformar sentimentos e despertar emoções: lágrimas, sorrisos, arrepios e um bem estar danado!
É a companhia da nossa história.
Choro com Maria Callas, relaxo com Nina Simone, danço enlouquecidamente com Gloria Stefan, só para mencionar alguns dos meus cantores favoritos!
Adorei o texto Cris!
Bjocas e Feliz Páscoa!

    Cris M. Zanferrari
    Reply 15 de April de 2017

    "É a companhia da nossa história". Que lindo e perfeito isso, Cassi!!!!
    Obrigada pelo carinho, amado!!
    Uma feliz e abençoada Páscoa pra vc... que seja junto dos seus mais queridos e acompanhada da sua trilha musical preferida!!
    Beijos mil

Mia Athayde
Reply 15 de April de 2017

Cris, com atraso mas ainda assim, com muita alegria, adorei !!!!!!
Música é parte da vida das pessoas, do ser humano.
E como fez nosso querido Vila Lobos, deveria mesmo ser parte do currículo escolar de todas as crianças!
Por aqui, eu, meus irmãos e minhas filhas sempre estudamos música quando crianças.
Piano, violão, flauta ...
E acredito, faz diferença!
Obrigada querida ... e Parabéns mais uma vez !
bjsssss

    Cris M. Zanferrari
    Reply 16 de April de 2017

    Mia querida!!!
    Sim, deveríamos todos nos educarmos ou sermos educados musicalmente!! O mundo seria mais sensível, amigável e humano! Maravilha saber que sua família primou por essa educação... faz-se notar na sua amabilidade, amiga tão querida!!
    Bjs cheios do meu afeto pra vc!!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *