Amsterdã e Londres por Kareen Terenzzo


IMG_5377Continuando a série de crônicas por Kareen Terenzzo sobre sua viagem pela Europa…Se você perdeu algum, é só colocar na busca, acima à direita “Kareen Terenzzo”.

_________________________________________________

Amsterdã e Londres, tudo em família

Eu estava sentada em um café na stazione de Nápoles quando consegui um vôo low cost de última hora para Amsterdã.  Ainda questionava a mim mesma o por quê de não continuar a viagem pela Itália, conhecer novos lugares, aproveitar o verão europeu, viver novas aventuras… Eu estava feliz da vida, com ótima saúde, me sentindo livre, mas por outro lado, me sentia exausta. Sentia falta da quietude mas não exatamente de ficar sozinha. Queria estar com pessoas.  Com pessoas com quem eu pudesse ter longas conversas, me divertir… E por que não um aconchego ou um “colo” para compartilhar meus pensamentos naquele momento?  E eu tinha isso nas mãos – duas possibilidades de estar com pessoas que não só me ofereciam esse conchego, como também gostariam de estar comigo. Minha volta para o Brasil estava marcada por Roma. Eu teria que rever toda a logística… E tudo por conta de sentimentos e emoções?!  Sim!!!! E assim foi.

O espírito e a alegria napolitanos me acompanharam até o aeroporto de Amsterdã. Como era uma sexta-feira (evite viajar nos fins de semana, eu lembrava a mim mesma) os napolitanos também queriam se divertir e estavam saindo da cidade. Dessa forma, o avião seguiu loootado de jovens napolitanos com muita energia e testosterona. Foi o trecho de viagem mais hilário (e barulhento) que já fiz em toda minha vida.
Quando cheguei as queridas Arlete e Stephanie me aguardavam no aeroporto. E embora eu pudesse ter ido até elas, de trem ou mesmo de táxi, confesso que fiquei muito feliz de vê-las alí. Alguém esperando por mim! Que alegria! Finalmente poderia conversar mais de 15 minutos e no meu idioma!  Mesmo tendo a companhia de alguns amigos e da minha sobrinha durante trechos da viagem, sempre chegava a hora que alguém partia, e eu ficava… E finalmente estaria em uma casa, sem check in e nem check out.

Distante cerca de 30 minutos de Amsterdã, a casa da Arlete, com sua própria naturalidade, parece que está sempre pronta para fotos: cheia de surpresinhas, cantos especiais, mimos, detalhes únicos. É como se cada cantinho tivesse sua própria personalidade ou contasse uma história diferente. O quarto que eu chamaria de “meu” nos próximos dias, estava arrumado de forma aconchegante (e não apenas arrumado) e a vista da sua janela mais parecia a pintura de um quadro.

Da janela lateral do quarto de dormir

Da janela lateral do quarto de dormir

Inspiração: uma pia antiga serve de vaso de flores

Inspiração: uma pia antiga serve de vaso de flores

Mimos e literatura brasileira para matar as saudades da terrinha

Mimos e literatura brasileira para matar as saudades da terrinha

A adorável cozinha da casa

A adorável cozinha da casa

Neatherlands fellings

Neatherlands fellings

Sem música a vida poderia ser um grande erro (Nietzsche)

Sem música a vida poderia ser um grande erro (Nietzsche)

Cantinhos especiais

Cantinhos especiais

Logo saí para um passeio de bike nas proximidades aproveitando os poucos raios de sol daquela tarde tranquila. Sentir o vento no rosto, o aroma das flores… e o silêncio. Eu definitivamente precisava daquilo.

Mais tarde, sabendo que eu estava saudosa do Brasil, essa família querida, comprou ingressos para assistirmos ao show de um grupo brasileiro muito bacana, e que eu não conhecia, o Sertanília. Eles se apresentaram no maior espaço de shows e eventos de Amsterdã, o Bimhuis, que tem uma arquitetura incrível. 

Meu primeiro passeio de bike em terras holandesas, com a Stephanie

Meu primeiro passeio de bike em terras holandesas, com a Stephanie

Uma das bikes da família

Uma das bikes da família

Sertanilia! Fortes emoções em um momento que o Brasil era A notícia no mundo

Sertanilia! Fortes emoções em um momento que o Brasil era A notícia no mundo

Amsterdã é linda. Não tem como não gostar. Para nós, brasileiros, ou aos olhos de um turista, mesmo estando com alguém que nasceu e mora lá, é como passear num universo que mais parece um reino encantado contemporâneo. Tudo certinho, tudo funciona, tudo bonito. As pessoas são gentis. A cidade tem uma elegância  descontraída. Mas, confesso, o que eu mais gostei foi de como me movimentei lá: saímos de casa de bike (na casa já tem bike extra para visitas), deixamos nossas bikes na estação de trem e em 15 minutos estávamos no centro de Amsterdã. Um jeito tranquilo, saudável e sustentável de se locomover!

O estacionamento para bikes na estação perto da casa onde estava hospedada

O estacionamento para bikes na estação perto da casa onde estava hospedada

Percorremos Amsterdã a pé e fui apresentada aos lugares escondidinhos, preferidos pela Stephanie e fora dos roteiros turísticos. Dei folga para minha câmera, e para mim, para poder curtir mais não só o passeio mas também a companhia da minha anfitriã.  Vez ou outra parávamos para waffles, bagels, cappuccinos e cafés  – cafés, e não coffee shops (risos). Estes últimos, não tive vontade ou curiosidade de entrar… embora tenha dado uma espiada.

Amsterdã linda!

Amsterdã linda!

Dá para notar o desnível entre as casas e prédios?! Isso ocorre porque eles estão abaixo do nível do mar e as edificações se movimentam (!)

Dá para notar o desnível entre as casas e prédios?! Isso ocorre porque eles estão abaixo do nível do mar e as edificações se movimentam (!)

Alguém muito sério ou concentrado

Alguém muito sério ou concentrado

O clima fresco, o silêncio da cidade e da casa, as conversas sobre a viagem, me ajudaram a “ordenar” algumas ideias e pensamentos, como também, a colocar o sono em dia. Dormi profundamente como não dormia há tempos. Acordei no dia seguinte com um dia ensolarado. Um prêmio se tratando de Amsterdã. Saí para passear com a Arlete seguindo o lifestyle holandês  – de bike, de trem, a pé e de tram (bonde).  E como estava um dia lindo aproveitamos para ver Amsterdã de outro ângulo: pelos canais! Afinal, uma cidade que está abaixo do nível do mar e utiliza amplamente a navegação como forma de transporte, de lazer, de moradia, para promover pequenos eventos ou festas (como uma despedida de solteira que passou por nós) conhecê-la a partir de um barco é um passeio deliciosamente “obrigatório”.

Amsterdã vista através dos canais

Amsterdã vista através dos canais

Arquitetura, espaços públicos, verde... e muito charme

Arquitetura, espaços públicos, verde… e muito charme

DSC03664

Não tinha tempo de visitar muitos lugares, mas o Museu Van Gogh estava na lista. Por sorte, estava aberto e recém reformado. E o que mais amei no museu?!  Foi o modo como eles explicam, contam a história do trabalho artístico e dos estudos do mestre das cores – de forma leve, didática, promovendo a interatividade das pessoas com a arte. Imperdível , para adultos e crianças

Você mesma tempera  seu prato! O restaurante no museu Van Gogh, com mesa comunitária, temperos naturais e orgânicos

Você mesma tempera seu prato! O restaurante no museu Van Gogh, com mesa comunitária, temperos naturais e orgânicos

DSC03679

Almas gêmeas!

Almas gêmeas!

Tem várias bikes diferentes, customizadas, mas se eu parasse para ver cada uma delas... (risos)

Tem várias bikes diferentes, customizadas, mas se eu parasse para ver cada uma delas… (risos)

Um café aproveitou a arquitetura e o espaço para fazer um sofá ao ar livre. É verão!

Um café aproveitou a arquitetura e o espaço para fazer um sofá ao ar livre. É verão!

Adorei as lojinhas descoladas que visitei com a Stephanie – de moda, design, alimentos – onde o luxo, o que é bacana, é você produzir e comprar produtos feitos à mão, por artesãos, artistas e empresas locais. São peças exclusivas e diferenciadas, nada em série e tudo sustentável. E não apenas com uma etiqueta de sustentável. Não, não fotografei, e as pessoas lá pareciam se sentir mais à vontade de falar sobre isso com você se a câmera fotográfica ou telefone estivessem na bolsa.

O ponto alto da minha estadia em Amsterdã?! Na minha última noite lá, saímos para jantar em um restaurante tailândes. De bike. Fomos e voltamos pedalando entre as ruas, ora conversando, ora em silêncio apenas curtindo aquele fim de dia (era julho e o pôr-do-sol acontecia por volta das 22h00…).
 

Passei dias doces e  tranquilos em Amsterdã, regados a vinho, lanches, jantares deliciosos, e principalmente, na companhia de pessoas queridas e especiais. Fui então me dando conta, e realizando, como foi bom eu abrir esse “espaço” para receber  aquele aconchego. Agora se tratava disso para absorver tudo que havia acontecido e acontecia ainda dentro de mim.

Eu e a Stephanie :)

Eu e a Stephanie 🙂

Ahhhh as vaquinhas holandesas! Tirei essa foto do trem

Ahhhh as vaquinhas holandesas! Tirei essa foto do trem

Me despedindo do "meu quarto" e dos amiguinhos em seu passeio diário

Me despedindo do “meu quarto” e dos amiguinhos em seu passeio diário

Família querida

Família querida

 Cheguei em Londres, meu segundo lar como gosto de dizer (e acreditar, risos), em um dia com céu azul! Outro prêmio! Estava ansiosa para curtir as sobrinhas de coração e por opção.
I'm back!

I’m back!

London I Love You! Essa intervenção estava bem próxima a estação da London Bridge, mas não consegui descobrir o nome do artista

London I Love You! Essa intervenção estava bem próxima a estação da London Bridge, mas não consegui descobrir o nome do artista

Campanha no underground para doação de espermas. Só em Londres!

Campanha no underground para doação de espermas. Só em Londres!

Não, não é um gato e nem um cachorro. Mas uma raposinha tomando sol

Não, não é um gato e nem um cachorro. Mas uma raposinha tomando sol

Ela é habitué. Sempre aparece na casa vizinha a casa dos meus amigos

Ela é habitué. Sempre aparece na casa vizinha a casa dos meus amigos

Era a primeira vez da Natália em Londres. Além disso, a Camila tinha sido aprovada na King’s College. Eu não poderia perder a oportunidade de estar com elas já que eu estava tão perto. Mais uma vez agradeci por ter tomado esse rumo. Foi uma farra! Tomávamos café da manhã juntas, trocávamos roupas, acessórios, elas subiam para o meu quarto ou eu descia para o delas e ficávamos as três deitadas em uma cama conversando ou só navegando na internet… sem contar as disputas de quem usaria o banheiro primeiro, ou quem não iria lavar a louça… Meninas!!!!

Pausa com as meninas, St James's Park (Royal Park)

Pausa com as meninas, St James’s Park (Royal Park)

Depois da Itália, que mal faz?! Um pra cada uma! Borough Market e suas delícias

Depois da Itália, que mal faz?! Um pra cada uma! Borough Market e suas delícias

Ahaaaaaa! Mais um casamento para fechar minha coleção de fotos

Ahaaaaaa! Mais um casamento para fechar minha coleção de fotos

Não canso de ir até lá e nem de olhar a London Bridge

Não canso de ir até lá e nem de olhar a London Bridge

Descobrimos um lugar novo e não preciso dizer... delicioso! Somente produtos orgânicos!!!! Neal's Yard Dairy, em Covent Garden

Descobrimos um lugar novo e não preciso dizer… delicioso! Somente produtos orgânicos!!!! Neal’s Yard Dairy, em Covent Garden

Camila, eu (!) e Natália, London time!

Camila, eu (!) e Natália, London time!

Londres sempre convida a vivenciar a arte. Não consigo resistir e sempre vou em alguma exposição. Não tinha tempo, mas aproveitei para visitar a de Pompeia e Herculano no British Museum. E ainda dei sorte de ver um acervo novinho sobre a publicidade da Ásia. Perguntei a mim mesma nesse dia por que não consigo disponibilizar mais tempo em São Paulo para visitar exposições de arte? 

Linda a publicidade asiática pós-guerra (tanques de guerra se transformam em tratores)

Linda a publicidade asiática pós-guerra (tanques de guerra se transformam em tratores)

Intervenção modernete que eu fui com a minha amiga Gabi: a ideia era promover uma ilusão de  ótica através de espelhos, assim tinha-se a impressão que as pessoas estavam mesmo na fachada da casa. Divertido! Em uma versão,acima, eu e Gabi estamos lixando as unhas na janela, na outra peguei uma vassoura ali em algum canto para dar a impressão que estava voando. As demais pessoas estavam lá também se divertindo como nós.

Intervenção modernete que eu fui com a minha amiga Gabi: a ideia era promover uma ilusão de
ótica através de espelhos, assim tinha-se a impressão que as pessoas estavam mesmo na fachada da casa. Divertido! Em uma versão,acima, eu e Gabi estamos lixando as unhas na janela, na outra peguei uma vassoura ali em algum canto para dar a impressão que estava voando. As demais pessoas estavam lá também se divertindo como nós.

IMG_5546

Meditar é preciso. No jardim do Museu de História Nacional

Meditar é preciso. No jardim do Museu de História Nacional

Serpentine Gallery e a instalação de verão do artista Sou Fujimoto. Dentro dela havia um café. Notem que as pessoas podiam andar e subir por ela

Serpentine Gallery e a instalação de verão do artista Sou Fujimoto. Dentro dela havia um café. Notem que as pessoas podiam andar e subir por ela

IMG_5563

Nem que seja uma passadinha, não deixo de ir ao V&A. Mesmo se for só para tomar um chá com bolo

Nem que seja uma passadinha, não deixo de ir ao V&A. Mesmo se for só para tomar um chá com bolo

Estava indo tudo muito bem até eu ter que remarcar e trocar meu vôo de Roma/Paris/São Paulo para Londres/São Paulo com alguma possível conexão.  Poderia ser algo simples, mas a empresa a qual eu comprei minha passagem numa promoção da madrugada (uma famosa empresa brasileira), não sabia como proceder – era a empresa que vendeu a passagem que deveria resolver ou a companhia aérea??!!  Faltavam 72 horas para o meu vôo. Eu nem pensava em ir para Roma. Depois de algumas horas perdidas no skype e em telefonemas, sem solução, decidi entrar em contato diretamente com a companhia aérea utilizando uma ferramenta que não usava há tempos, o Twitter!  E surprise!  Em menos de 24 horas eles resolveram tudo, conseguiram um vôo ótimo e eu teria que pagar uma diferença mínima. Era só aguardar o novo e-ticket… que chegou um pouco antes da madrugada do dia anterior do meu vôo. Foi então que eu notei algo estranho. Quando confirmei o trecho, os aeroportos estavam descritos com suas respectivas siglas… Na pressa, no sono, não sei, li Heathrow mas era Malpensa, em Milão!!!!! Um erro de comunicação da minha parte e da companhia aérea. Não aguentei e caí no choro. Eu só queria voltar para casa. Estava ótimo em Londres, eu estava me divertindo, mas… queria minha casa. Estava saudosa da minha cama, do meu travesseiro, das minhas plantas.  Das coisas mais básicas, como por exemplo, assistir um filme no meu sofá e comer arroz, feijão e ovo.  Brava gente essa que deixa o seu conforto para passar alguns meses ou anos fora do seu país.

Passado o mimimi, respondi ao Twitter da companhia aérea, expliquei a situação com um pedido de desculpas. Faltavam pouco mais de 24 horas para eu embarcar. Foi uma longa madrugada. Na verdade, não era lá um grande problema. O máximo que poderia acontecer era eu gastar um dinheiro a mais do que gostaria para voltar num vôo que me atendesse. Só estava cansada de fazer e refazer logísticas. Em  poucas horas a competente companhia aérea resolveu tudo. E pelo Twitter!  Não me cobrou uma libra ou dólar a mais por isso. Meu vôo sairia de Londres, faria uma conexão muito rápida em Paris, e finalmente, Sampa! Fiquei impressionada com a agilidade e bom atendimento deles. Não menciono aqui no post, mas depois se alguém quiser saber, eu conto nos comentários.

Assim, na madrugada do dia seguinte, quase 2 meses depois, eu deixava o velho continente e voltava para o meu lar.

Escrevi e reescrevi esse post várias vezes. Sendo sincera com vocês, me parecia meio morno. Não tinha muitas aventuras para contar ou muitas novidades, ou lugares incríveis. Depois revendo as fotos, encaixando-as no contexto, entendi e ele fluiu. Há mais de nós mesmos nas coisas e gestos mais simples. Há “muita aventura” naquilo que menos esperamos. Nas emoções e sentimentos que promovem aquela sensação boa chamada felicidade que eu senti, estando lá em Amsterdã e Londres, em casa, em família.

Eu pedi a elas: só uma fotinho de vocês duas ali no pátio quando as fontes pararem...

Eu pedi a elas: só uma fotinho de vocês duas ali no pátio quando as fontes pararem…

Elas foram, até que as fontes começaram a funcionar automaticamente...

Elas foram, até que as fontes começaram a funcionar automaticamente…

Nos dias quentes, para os padrões londrinos, vocês podem imaginar a farra que eles fazem; em Somerset House

Nos dias quentes, para os padrões londrinos, vocês podem imaginar a farra que eles fazem; em Somerset House

Time to relax! Hyde Park

Time to relax! Hyde Park

Ah o Verão em Londres! Hyde Park

Ah o Verão em Londres! Hyde Park

Os cisnes da Rainha, Hyde Park (foto by Natália Pires)

Os cisnes da Rainha, Hyde Park (foto by Natália Pires)

A Stephanie desenhou para mim depois que deixei Amsterdã. Depois de longas conversas, essa é a "leitura" que ela fez sobre a minha viagem... As asinhas, remetem à capa do meu celular (Quem lembra? Eu comprei em Milão) e simboliza que agora estou e me sinto livre para o mundo, as viagens que fiz e farei pelo mundo, e meu re-nascimento, inspirado pela Itália :)

A Stephanie desenhou para mim depois que deixei Amsterdã. Depois de longas conversas, essa é a “leitura” que ela fez sobre a minha viagem… As asinhas, remetem à capa do meu celular (Quem lembra? Eu comprei em Milão) e simboliza que agora estou e me sinto livre para o mundo, as viagens que fiz e farei pelo mundo, e meu re-nascimento, inspirado pela Itália 🙂

Did you like this? Share it:

YOU MIGHT ALSO LIKE

o que fazer em Londres
O que fazer em Londres
August 26, 2016
Restaurante em Londres, OXO Tower
July 12, 2016
Serpentine Summer Pavilion 2016
July 11, 2016
Bremont, quando o luxo é intrínseco.
February 04, 2016
“To the Ritz, please!”
February 03, 2016
Tesouros da coleção Al Thani de joias indianas incríveis!
February 02, 2016
Passeando por Londres
February 01, 2016
Mala para Londres no Inverno de Janeiro
January 28, 2016
Dicas de Londres…Serpentine Summer Pavilion 2015
July 28, 2015

63 Comments

Lisa de Trento
Reply 12 de March de 2014

Que delícia esse post. Lugares lindos, fotos ótimas e companhia agradabilíssima.
Eu também adoro viajar, mas acho que voltar para a nossa casa é a melhor parte da viagem !
Beijos

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Verdade Lisa, também adoro, mas chega uma hora rssss...
    Obrigada :)
    Beijos

Tânia Sciacco
Reply 12 de March de 2014

Kareen, amei as fotos! Esta da instalação dos guarda-chuvas eu já tinha visto e achei linda! Estamos preparando uma instalação com guarda-chuvas de vários artistas aqui em São Paulo!
Beijos e obrigada por compartilhar tanto registro lindo!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Tânia, ahhhh obrigada!!!
    Me convida??!! Rssss... Quero ver a instalação ;)
    Beijos

Luciene Felix Lamy
Reply 12 de March de 2014

Kareen,
Adorei começar o dia por seu passeio, amiga!
Fotos maravilhosas e um relato que não me deixou desgrudar da tela. ;)
Mil beijos,
lu.

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Lulu, obrigada!!!
    Mal posso esperar pra gente tricotar aqui rssss
    Beijos :)

Dulce
Reply 12 de March de 2014

Kareen, sentirei falta das suas fotos, que sempre vejo naquele momento de pausa do dia, mas contente por você estar contente! O post não está nada morno, vc passou muito sentimento! Tenho uma amiga que tem coleção de guarda chuva, e quando soube achei super estranho, até euzinha começar a prestar atenção nestes objetos... Com esta invasão dos chineses tem cada estampa... São realmente encantadores! Hoje eu entendo tanto minha amiga... Vc confirma o que os estudiosos gastam furtuna e tempo para concluírem: Quanto mais desenvolvido o pais mais o carro particular fica na garagem! Claro, com opções de transporte que funcionam de verdade é muito mais pratico mesmo! Seja bem vinda a doce rotina! Axé, Dulce

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Dulce, não sinta falta, vem mais por aí, pode esperar rssss...
    Sim, temos muito que aprender com alguns países... Vivendo em SP então, tudo que eu quero são mais áreas públicas e verdes, transporte público e um rio limpo. O resto é consequência... só com isso já teria gerado centenas de empregos e pequenos negócios, mais gente trabalhando, menos violência e pobreza. Oremos!
    Bjs querida

Dulce
Reply 12 de March de 2014

Consuelo, gostei da nova foto, também linda! Axé, Dulce

Andreia Mota
Reply 12 de March de 2014

Kareen, você sabe levar minha alma pra passear, bj grande.

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Ai Que Lindo Andreia!!! Obrigada! E você colocou a minha agora em estado sublime ;)
    Vamos continuar passeando juntas. Logo logo teremos mais
    Beijos

Ritinha Medina
Reply 12 de March de 2014

Dear Kaká,

" (...) Há mais de nós mesmos nas coisas e gestos mais simples (...)"

TUDO MUITO LINDO!!!!
O relato, as fotos e a sua sensibilidade para perceber as necessidades da sua alma, do seu corpo em diferentes momentos, em diferentes situações e... respeitá-las!!!!
Acompanhando todo o seu percurso, fica nítido o trabalho delicado (e árduo!) para construir seu equilíbrio, conquistar sua serenidade.
(e mesmo com toda a batalha travada com a cia aérea??? E de madrugada??? Vc é minha heroína!!!)
Pessoinha BEM especial você é!!!
Thanks for sharing!!!
Bjkas,

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Meu Deus hoje minha alma vai entrar em alpha ;)
    Obrigada Ritinha!!! Você pegou bem. É uma construção mesmo.
    Estou gargalhando aqui só de lembrar a cena que eu olho o celular e me dou conta do erro kkkkkk... Um "draminha" na vida é bom. Dá uma acordada rsss e depois tudo passa.
    Beijos beijos!

Mia Athayde
Reply 12 de March de 2014

Morno, Kareen ?
Nananinanão ! Muito lindo !!!
Mas, o morno tb não é gostoso, cozy, bom de sentir?
E momentos assim não são deliciosos de viver, lembrar e compartilhar?
ADOREI !
Parabéns pelas fotos e pelo relato e obrigada por contar tudo prá nós!
:)

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Mia obrigada vocês e todas aqui...
    Sim, sim, eu sou muito exigente comigo mesma.
    Fato, o morno também é bom especialmente quando toca nossa alma.
    Feliz que tenha gostado.
    Beijos

Maria Araci
Reply 12 de March de 2014

Oh! Kareen! Que bom viajar de novo contigo!!!! Todos nós estavamos precisando dar uma saída!!! Não precisa acontecer nada mirabolante para uma viagem ser inesquecível, as emoções, as vezes são tranquilas e silenciosas!!!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Ai Maria Araci, agora você quem pegou. Fato. Precisávamos mesmo dessa saída e sim, as maiores aventuras a gente mesma inventa.
    Um beijo grande

Adrianne
Reply 12 de March de 2014

Oh, Kareen, minha bela querida...voce a primeira vista viu algo morno...eu vi riqueza. Incrivel a sua capacidade em perceber o mundo e nos abrir realidades tao especiais, que a outros olhos poderiam ser banalizadas. Ou nao vistas... voce tem essa sensibilidade rara de capturar a dita riqueza. Daqui de longe, curtindo suas fotos, tambem agradeço os rumos que tomou, as vitorias que alcançou e desejo-lhe muitas mais. Que agora , em realidade, sinta-se leve para si mesma e assim conquiste os diversos universos sonhados pelo seu coraçao. Ah, sem esquecer de compartilha-los, tim tim por tim tim conosco!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Adrianne obrigada pelo carinho e pelas palavras.
    Acho que é esse olhar meio fotográfico mais a vontade de escrever, de contar... gosto de contar histórias rssss... verdade!!!!
    Beijos querida

teresa
Reply 12 de March de 2014

Beeeeeeelo passeio! Adoro viagem planejada, mas mudanças às vezes são necessárias e bemvindas... Se um dia quiser uma companheira de viagem, tô dentro!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Verdade Teresa, concordo!
    Olha que bacana! Já arrumei companhia para próxima !
    Beijos querida

Flávia Beltrão
Reply 12 de March de 2014

Bom dia a todos do Salotto!
Anteontem fiz meu primeiro comentário no blog e cá estou novamente, hehe.
Kareen, estou seguindo diretamente seu blog desde o primeiro post, mostrado pela Consuelo. Adoro suas fotos e seus textos. Só não consigo fazer comentários lá, tem que estar na rede do Google, certo? Ou estou fazendo algo errado? rs.
Obrigada, Consuelo, por fazer de seu blog, que já é interessante, um espaço aberto e tão aconchegante para os amigos e nos deixar acompanhar viagens tão gostosas.
Bacci a tutti, Flávia

    consueloblog
    Reply 12 de March de 2014

    E obrigada a vc por enriquecer o espaço! bjs c

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Flavia, muito obrigada!
    Fico feliz que vocês esteja aqui, ou lá, o importante é estar junto ;)
    Sim, tem que ter conta no Gmail. Estou migrando para o wordpress mas ainda não consegui concluir e deixar como eu quero (chatinha eu rssss)
    Um beijo grande :)

      Maria Araci
      Reply 12 de March de 2014

      Kareeeeeeeen!!!!! Help!!!!! Eu também gostaria de sai do blogger para o wordpress!!! As pessoas não conseguem colocar comentários nas minhas postagens. Reclamam que tem que provar que não são robots e desistem porque não é fácil . Tenho retorno do que posto através do face e mesmo no Instagram mas seria tão bom ter a resposta das pessoas. Tu sabes como se faz para migrar de um para o outro? Não se perde todo conteúdo? Se puderes me ajudar ou comentar sobre isto me manda um e-mail: maraci2000@terra.com.br
      Desde já obrigada em um beijo .

        kareen terenzzo
        Reply 12 de March de 2014

        Oi Maria Araci, eu ainda não descobri rssss, estou fazendo "na mão" mesmo, mas vou pesquisar mais e se couber te aviso pode deixar.
        Qual é seu blog?
        Bjs

          Maria Araci
          13 de March de 2014

          Clica no meu nome e vai lá!!!

Cassiano Lopes
Reply 12 de March de 2014

Kareen! Mais dois lugares incríveis! AMO a Holanda e Amsterdã é a minha cidade favorita no mundo! Vendo essas fotos me deu uma saudade... Ai Ai... As ruas, as pessoas, os canais, as facilidades, os cafés, os vinhos, os "fervos", "ozómi" rsrsrsrsrs Sou apaixonado por esse lugar e não me canso de voltar. Quanto a London London, ainda não conheço e espero um dia poder visitar. Bjo grande à todos e obrigado por mais essas viagens!

    consueloblog
    Reply 12 de March de 2014

    Cassi....VC VAI AMAR LONDON!!! É a tua cara! bjs c

      Cassiano Lopes
      Reply 12 de March de 2014

      In a near future Consu, perhaps!!! Bjocas!!!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Hahahaha verdade Cassiano, é bom demais.
    London é muito bom... E a turma lá já leu o post e estou recebendo o chamado... rssss... Um dia acho que me mudo pra lá.
    Um beijo grande

      Cassiano Lopes
      Reply 12 de March de 2014

      Então você se muda para London eu para Amsterdã, caso eu não me apaixone de forma avassaladora por Florença, é claro! hahahaha Bjocas

        kareen terenzzo
        Reply 12 de March de 2014

        Putz difícil não se apaixonar de forma avassaladora por Florença rssss... Bjs

Maria Vilma
Reply 12 de March de 2014

Kareen, seguir de carona com vc é isso. Para além de tudo que já disseram, a
certeza de uma experiência surpreendentemente bela e colorida!
Adorei que vc mostrou um pouco da casa dos seus amigos... Não por “bisbilhotice”,
mas porque eu acho que a casa é a extensão viva do nosso corpo... sobretudo as
janelas (sou fascinada por janelas e vc sempre fotografa umas lindas...!), que tem
vida e energia próprias.
Obrigada, sempre!
MaVi

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Isso aí Mavi, fica na garupa rssss
    Sim, eu adoro casas, decor, arquitetura... Não queria invadir mas concordo com vc, a casa é uma extensão da gente. Li um dia que decoração vem de "de core", algo assim... arrumar a casa vem do coração ;)
    Beijos carinhosos

      Maria Vilma
      Reply 12 de March de 2014

      Kareen querida, obrigada por permitires a carona na
      garupa...!!!
      Os seus relatos tem o poder de me espicaçar a fantasia por
      todos os lugares que ainda não vi...!
      Vamos lá então...!!!
      MaVi

Eliane Bello Foglia
Reply 12 de March de 2014

Dag (oi) Kareen,
Começo te dizendo "Oi" em holandês ! Morei na Holanda por 27 anos e AMO este pais e este modo de viver ! Meus filhos nasceram e cresceram lá, eu e meu marido trabalhamos por muitos anos e tenho ótimos amigos que ficaram e visito sempre !
Agora moro entre Roma e Brasil (aposentados), mas a Holanda está na minha pele, minha cabeça…
Lindas as tuas fotos, me fizeram sentir "em casa" !
Interessante sentir a sensação de quem andou viajando, como você, por uns tempos e tem esta vontade de voltar pra casa. Pra mim ficou tudo tão estranho. Depois de tantos anos na Holanda nos aposentamos e mudamos pra Italia (meu marido é italiano e eu italo-brasileira. Meus filhos que nasceram e cresceram na Holanda estudaram no Canada, Suiça e Inglaterra. Hoje um mora na Dinamarca, outro na California e a filha em Florença. Nós entre Roma e estado do Rio não conseguimos saber onde é nosso ponto de referência !
Quando estou vários meses aqui no Brasil começo a sentir falta de Roma, de lá saio para visitar os filhos nos respectivos lugares onde moram, passo pela Holanda pra rever os amigos e tudo parece afinal um único lugar, com pessoas especiais, e principalmente sinto muita falta de falar os vários idiomas que falei por tantos anos durante o dia (os Holandeses falam muitos idiomas além do deles).
Muita gente pensa que é "maravilhoso" viver assim, mas às vezes penso como seria tudo mais fácil se vivesse em um único país, falando uma única lingua, tenho os filhos e amigos por perto, comer a comidinha favorita sempre e só viajar um pouquinho nas férias…
Graças a facilidade que a internet nos trouxe consigo me manter em contato com todos estes "mundos"… que felicidade !
bjs

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Olá Eliane, fico feliz por você ter gostado do relato e das fotos.
    Muito bacana seu depoimento... Eu pessoalmente gosto de ter um canto para chamar de "meu". Talvez se eu arrumasse uma casinha lá, passaria mais tempo... Sempre penso que posso mudar para onde quiser. Mas sinto saudades de algumas coisas do Brasil, da minha cidade, e acho que tenho um papel aqui sabe? Difícil dizer.
    Mas não deve ser ruim também viajar tanto e mudar, e se você constitui ou constituiu uma família me parece que você consegue ampliar isso... Quando se é sozinho, você está sozinho mesmo... e sente-se assim. Às vezes é bom, às vezes dá "medo" rssss...
    Viva a internet que nos conecta e as nossas histórias!
    Beijo grande querida

Pricila marchese
Reply 12 de March de 2014

Oi kaaaaa , como eh bom ler este post e me identificar com os lugares. Holanda eu voltaria a qualquer momento, como eh linda! E Londres então ...nem se fala!!! Amei ver as meninas, cada vez mais bonitas. Suas fotos incríveis como sempre, elas são sensíveis, coloridas.... Bj querida

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Priiiii querida, estou devendo um café... Vamos falar essa semana?
    Ai flor a gente precisa ir para o mundo mesmo pra ser chacoalhada.
    Obrigada pelo carinho de sempre
    <3 you
    beijos saudosos

      Pricila Marchese
      Reply 17 de March de 2014

      Kaaaaa quando der a gente combina, seja seu tempo e me avisa

      Amiga vc tem plantado boas sementes por ai...com seus textos, fotos, posts.....sorte nossa!!! Rsrs
      Bjs querida que eu adoro

Katiasp
Reply 12 de March de 2014

Adorei viajar com vc Kareen!!! Sua maneira de descrever seus sentimentos ( no texto ou nas fotos!) nos faz acompanha-la em cada etapa!! Parabéns!!
Qual apróxima aventura?? ;-)

Bjs
Kátia

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Katia! Obrigada querida!
    As próximas aventuras... Vem um pouco de SP (a volta, o retorno), Inhotim, Atacama... tem aventuras :)
    beijos

Eduarda
Reply 12 de March de 2014

Kareen, adorei seu relato do começo ao fim. Muito obrigada por compartilhar! Fiquei com uma vontade louca de conhecer Amsterdã... Bjos e a vontade que vc nos conte muito mais com esse seu jeito tão especial.

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Olá Eduarda! Amsterdã é muuuito legal.
    Obrigada querida, acompanha a gente aqui que logo tem novidades
    Beijos

Natália Andressa Baffatto
Reply 12 de March de 2014

Ah, faltou essa parte! Que gostoso ler de Amsterdã e Londres! :-)

Quando fui pra Amsterdã, em agosto do ano passado, eu cheguei num dia lindo, ensolarado, de muito calor, algo também muito raro na cidade, senti um privilégio. E fiz esse mesmo passeio: de barco, pelos canais. Tirei fotos lindas e tive uma outra perspectiva. Mas.... apesar de ter adorado Amsterdã, ela não tocou meu coração como a Itália, por exemplo, toca.

Na semana passada, voltando de Bérgamo para Londres, rimos exatamente disso: parecia uma viagem de formatura, tamanha gente conversando, que não parava. Não são só os italianos do sul que falam pelos cotovelos, os do extremo norte também hahaha! É impressionante, não?

Eu vi esses guarda-chuvas em Londres, no verão do ano passado. Achei lindo!
Essa loja de queijos, acho que são mais de 140 tipos (!!!) é muito boa. E a rua que ela fica é tão charmosa... um bom achado!

É engraçado ver o que as outras pessoas falam dos mesmos passeios e lugares que nós mesmos vistamos. Gostei muito da sua frase: "Há mais de nós mesmos nas coisas e gestos mais simples."

E também me agradou bastante a imagem que a sua amiga fez da sua viagem. Transmite paz, mas ao mesmo tempo tem certa agitação, natural da vida, não é mesmo?
Quando vem para os lados do velho continente novamente? ;)

Baci baci!

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Natália, que legal ler seu comentário e sobre suas viagens! Sim sim, esses fatos referem-se a 2013. Mas só agora estou publicando e compartilhando esse diário de viagem. Quando estava viajando só queria ter foco na viagem. Por isso o desenho da minha amiga... É uma leitura da minha própria viagem que em Amsterdã consegui externar para mais alguém.
    Depois que eu escrevi essa frase é que me dei conta da real importância dela rsss... Engraçado. Mas é isso mesmo. Às vezes nos ocupamos com coisas tão complexas e não reparamos como estamos reagindo às coisas mais básicas e simples...
    Amsterdã é adorável, mas a Itália é apaixonante. E Londres é a revitalização de que todos precisamos...
    Pretendo ir esse ano, mesmo que seja uns dias de passagem, para fazer a viagem que será a viagem da minha vida!
    Ainda vem mais post... O ciclo fecha no Atacama, que visitei em outubro/2013.
    Um beijo grande, e quando estiver por aí, vamos tomar um cappuccino!

      Natália Andressa Baffatto
      Reply 13 de March de 2014

      Oi, querida Kareen!

      "Às vezes nos ocupamos com coisas tão complexas e não reparamos como estamos reagindo às coisas mais básicas e simples…" - disse tudo!!!

      Estou curiosa para saber do roteiro dessa sua viagem pra cá!

      Estarei aqui para ler sua viagem para o Atacama.

      E me avisa quando estiver em Londres, sim, claro, será um prazer tomar um cappuccino com você e vou te apresentar algumas joias da minha Londres e as raposas do meu quintal haha!

      Beijos e um excelente e lindo dia! :)

Andrea - Curitiba
Reply 12 de March de 2014

Kareen, esse foi um dos teus melhores posts!!! E olhe que eu adorei todos!!! A gente realmente viaja com vc!! E adorei o desenho da tua sobrinha...tudo a ver com vc e essa tua nova fase!!Bjs........

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Ahhhhh Andrea! Que bom! Obrigada querida!
    Sim, ela "me leu" rsssss... Como explicar a Kareen em um desenho ;)
    Bjs querida, adorei

Carla Di Pietro
Reply 12 de March de 2014

Kareen

Que texto mais gostoso de ler .... Adorei as fotos tb, estive em Amsterdã uma vez e até hj me lembro das bicicletas em todos os cantinhos da cidade, rsrsr
Bjs

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Carla, obrigada!
    Minha irmã falou pra mim quando eu comentei que iria "cuidado com as bicicletas... são mais perigosas que as scooters"... rssss eu dei risada, mas é verdade, a gente anda meio distraída e não ouve uma bike, ao contrário das scooters
    Muitas bicicletas, e uma mais linda que a outra.
    Bjs

Alexandra
Reply 12 de March de 2014

Kareen querida, que delícia de post!
Me arrancou um sorriso espontâneo e até o marido perguntou o que eu estava lendo que me deixou alegre...rsrsrs
Você tem um olhar tão especial de tudo. Toca direto no coração. Muito bom!!!
Beijos mil. Esperando por mais.....

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Alexandra querida e seu comentário arrancou um sorrisão desse lado aqui também.
    Muito obrigada por abrir seu coração para minhas histórias e por compartilhar suas emoções :)
    Logo logo tem mais
    Beijos

Glória
Reply 12 de March de 2014

Kareen,
Seus relatos são lindos. Esse de Amsterdã foi ainda mais especial para mim. Passei dias lindos em Amsterdã em outubro do ano passado e vendo suas fotos me deu uma saudade.... Falando em fotos, você caprichou na seleção!!! Qual máquina você usa?

Um grande abraço.

Glória

Glória
Reply 12 de March de 2014

Ops! Quero dizer máquina fotográfica... Obrigada.

Denise Luna
Reply 12 de March de 2014

Kareen,
Que delícia de post. Estive em Amsterdam o ano retrasado e você me levou lá novamente e foi demais.
Essas suas fotos de Londres estão bacanérrimas! A raposinha....as dicas, o sol, tudo o que eu não peguei na última vez que estive por lá há mais de 6 anos atrás. Adorei os relatos, as fotos e as estorinhas por detrás das mesmas.
Parabéns!
Bjs

    kareen terenzzo
    Reply 12 de March de 2014

    Oi Denise, ah que delícia relembrar os bons momentos... Londres é complicado, se o clima lá fosse melhor eu acho que ficava de vez. Das 3x que eu fui, fui entre maio-junho-julho. Meses mais quentes. Mas já peguei as 4 estações lá em uma semana, em um dia rsssss...
    Mas vale a pena.
    Beijos e obrigada pelo carinho

ivani weffort
Reply 13 de March de 2014

Kareen mais uma vez seus passeios, seu diálogo interior, tudo foi muito bonito>>>> Fique bem aqui em São Paulo... até uma breve viagem......bjs

Grazia Cardoni
Reply 14 de March de 2014

Kareen querida!
Vc mais uma vez nos presenteando com suas particulares experiências !!!
Também adoro seus relatos, seu modo de ver a vida...!
Imagino o quanto foi reconfortante pra vc ser recebida por essa especial família e se hospedar nessa casa tão aconchegante. Tudo é encantador!
Obrigado, bj grande

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *