Follow Me

Close
Amei, amei, amei falar sobre o que é ser mulher no Brasil para  a Band News.  A entrevista foi à ótima e sensível jornalista Inês de Castro!  Falamos sobre as mudanças em cada idade, sensualidade no país, cabelo branco, como se vistir sem ser ridícula… tanta coisa!  Quero muito saber o que vocês acham!  Deixem […]
Continue Reading
Hoje é meu aniversário, dia 4 de janeiro.  E a frase “What a difference a day makes…” (que diferença faz um dia) logo me vem em mente.  Sendo que o tempo existe mas as horas, meses, dias são invenções humanas, qual a importância do tic tac de 24 horas?…  Especialmente considerando que apenas 72 (horas) […]
Continue Reading
Nesse mês de retrospectiva, e nesse fim/começo de ano, cá estão alguns dos meus conselhos de como viver melhor!   Olá!!  Cá vão 10 conselhos com os quais tento reger a minha vida! Ou seja, como viver melhor!  Confesso humildemente que nem sempre consigo ser fiel a todos.  Porém, quando lembro e mordo o lábio para […]
Continue Reading
Hoje no Stories do Instagram contei como escolhi o meu look de hoje… daí lembrei deste post e resolvi repostar!… Bom dia Salotto!  Se você está lendo este artigo, quase certamente o título te interessou… O teu vestir, a tua primeira aparência, acredite ou não, é o teu cartão de visita.  Então, como escolher um […]
Continue Reading
Fim de ano é uma época para reflexão… quem foram as mulheres que me marcaram… aqui vai um texto de dois anos atrás… A Nonna Gabriella (texto sobre ela da minha irmã Alessandra AQUI e AQUI) já se foi, mas a sinto mais próxima que nunca.   Ela era a mãe da minha mãe.  Uma mulher de […]
Continue Reading
Hoje de manhã acompanhei meu filho, Cosimo, ao médico.  Enquanto esperava ele sair do consultório, abri uma conversa com uma senhora que parecia ser simpática ao meu lado.  E não é que ela era mesmo?!  Quando mencionei o fato dela ser muito positiva, ela logo mencionou o clichê: “eu sempre vejo o copo meio cheio!” […]
Continue Reading
Mais eu vivo, mais eu me sinto uma minoria.  Muitas pessoas estarão levantando as sobrancelhas pensando “mas ela vem do privilégio… ela é rhyyyyka!”, como pode dizer algo assim?!!  É verdade, mas sou mulher, o que significa que limites são impostos.  Às vezes a culpa é do machismo, às vezes da cultura.  Me pergunto por […]
Continue Reading