Follow Me

Close
Previsões pela Prof. Luciene Felix Lamy seu site AQUI. ASTROLOGIA – Previsões para 2017!!! Amigos do Consueloblog, época de renovar tudo: as energias, as baterias, as expectativas, a Fé, tanto em nós mesmos quanto no amanhã e partir com tudo para esse 2017 que desponta! Runas, búzios, baralhos, quiromancia, borra de café, voo de pássaros, […]
Continue Reading
Mais astrologia com a amiga do Salotto e professora Luciene Felix Lamy. O 1º regresso e trânsitos de Saturno: momentos cruciais em nossas vidas! Amigos do Consueloblog, dos inúmeros e-mails que recebo perguntando sobre mapas astrais, muitos relatam estar passando por momentos cruciais em suas vidas e, quando vou dar uma olhada, constato que estão […]
Continue Reading
E a segunda parte do post de astrologia sobre Urano e maneirismo pela Prof. Luciene Felix Lamy. Entre o Renascimento (períodos Trecento, Quatrocento e Cinquecento já tratados no Consueloblog) e o Barroco (AQUI), eis o Maneirismo! Esse movimento que ocorre entre 1525 e 1600, trazendo o estilo mais livre e solto será denominado “Maneirismo”, do […]
Continue Reading
E aqui vai a coluna mensal sobre Astrologia da nossa querida Prof. Luciene Felix Lamy. Amigos do Consueloblog, no Post desse mês abordamos o significado do posicionamento do planeta URANO (Ouranós, o deus dos Céus, na mitologia grega) no mapa astrológico e conheceremos o movimento Maneirista, com obras de Rosso Fiorentino, Pontormo, Parmigianino, Bronzino e Tintoretto. […]
Continue Reading
Nossa querida expert de astrologia, a Professora e amiga do Salotto, Luciene Felix Lamy, nos dá a análise final do mapa de 2015 e as previsões para 2016! ASTROLOGIA: Análise de mapa & Previsões para 2016 Amigos do Consueloblog, no Post desse mês analisaremos o mapa astrológico da filhota de uma das queridas habitués do […]
Continue Reading
O autor sobre o qual nos debruçamos – Francisco Goya – será influenciado tanto pelo Maneirismo quanto pelo estilo Barroco, flertará com o estilo Romântico e antecipará o Impressionismo. Sim, suas obras são chocantes! E, para compreendê-las melhor, precisamos contextualizá-las na História, para saber o porquê de Goya ter dirigido severas (e nem tão veladas) […]
Continue Reading