Coisas que amo de Florença…


florença

Amo viver em Florença! Foto Roberto Leone.  Jóias da minha coleção para Maxior

Demorou uns 20 anos, mas hoje AMO de paixão onde moro nos arredores de Florença.  Cheguei aqui em 1990.  Pensem bem, internet não existia, eu tinha 26 anos e vim para casar!  (Quedê o Emoji com a boca de dentes?  Ah! Encontrei!  😬)  Falava mal a língua e não conhecia ninguém.  Era uma menina de cidade grande e vim parar no berço do renascimento (com seu auge há 500 anos atrás, 😏 (tomei gosto!)).  Viver em Florença, significava exatamente isto!  Viver em um lugar pequeno, longe e onde todo mundo pensa igual!  Mas hoje é diferente… tenho internet, meu trabalho, meu amor, minha independência e em 20 minutos ao aeroporto estou a 2 horas de avião de quase qualquer capital da Europa!

Com esse olhar mais doce 😍, posso hoje elencar tranquilamente algumas das coisas que amo de Florença!  Aqui vai!!

Beleza:  Tudo na Itália é voltada ao hedonismo… Reparem, a arte, a paquera (que não deixa de ser uma arte), o vinho, o clima, a arquitetura e o tempo para apreciar tudo isto.  Acho que a Itália é o país que mais tem férias no mundo!  Um mês ao ano, além dos feriados e se você casar, dão mais 15 dias para a lua de mel!  O happy hour, ou aperitivo, como se chama aqui, é levado a sério!

Comida: Bem, como diz um amigo meu, até misto quente é bom na Itália.  E na Toscana, acho que chegamos à perfeição quanto à gastronomia.  Aqui, não é o mix dos ingredientes que conta e sim exaltar o sabor extraordinário de cada ingrediente.  Por exemplo, agora, em Novembro, quando as azeitonas são colhidas e espremidas para criar o azeite de oliva, experimenta-se sobre o pão torrado ou verduras quase neutras como a erva-doce.  Assim sente-se o aroma do azeite intensamente, inclusive o “picante” que existe só no oleo nuovo,  o azeite recém espremido!

Provincianismo:  Nossa isso me atrapalhava tanto… A “bitolagem” das pessoas!!  Mas hoje faço parte.  Me deslumbro com pequenas coisas, e tiro tempo para apreciar os detalhes… Acho que vem com um ritmo mais pacato de cidade pequena.  Lógico que de vez em quando tenho que fugir à loucura das metrópoles de onde é minha origem.  Quando cheguei aqui nem filme em língua original existia!  Hoje sim, em um cinema só, mas existe.  E para dizer a verdade, jornal entregue em casa, só o International New York Times… mas como falei, agora existe a internet!

Contraste:  Poder trabalhar em cidades grandes como São Paulo e voltar a um pequeno éden, quando a internet te mantém conectada, é maravilhoso!  Em casa, crio um ritmo meu, mais tranquilo onde me permito de tomar uma taça de café no sofá e ir caminhar nas lindas colinas ao redor de casa por 2 horas!  Não deixo de trabalhar, e muito, mas aproveito o ar do campo!

Trabalhando de casa…

Estações:  Antigamente reparava mais nas estações através das flores e folhas no jardim e o guarda-roupa.  Mas hoje com as minhas caminhadas (post AQUI de como caminhar salvou a minha vida) reparo nas cores, no cheiro, temperatura, como muda a luz, onde o sol se põe, quantas horas de luz temos, quem caminha na mesma hora que eu (no verão mais velhinhos, agora no outono, tem mais pessoas com seus cachorros… me pergunto o por quê e isso me distrai durante a caminhada.).
Algo que sempre noto são as frutas e verduras de cada época.  Os tomates, morangos e pêssegos do verão são imbatíveis!  Surreal.  Já as laranjas vermelhas em janeiro são de um doce indescritível.  As verduras do inverno fazem o melhor minestrone.  No outono, alcachofra fica fantástica com o azeite novo!  E assim vai!

Vinho:  Bidu que vinho estaria na minha lista!!  Nessa época tem-se até o vinho-novo. Pouco respeitado antigamente, hoje é algo de divertido.  Sem a maturação necessária de vinhos mais importantes, o vinho novo é quase uma brincadeira, um suco, um “refrigerante” dos vinhos, com um gosto menos complexo e um perfume “brincalhão”!
Uma das uvas mais típicas da região é a sangiovese.  Não é a minha favorita por ter muito tanino.  Então sempre busco outras opções.  E tem tantas, inclusive brancos muito gostosos, apesar de tinto ser a força da região.
Vinho na Itália e na Toscana faz parte da cultura.  Acompanha todas as refeições e até dão a crianças um dedinho com água.  Não existe pedir refrigerante com a refeição, entra em conflito com o gosto da comida… Aprendi com o tempo.  Só comecei a beber de “grande” (depois do divórcio).  Mas hoje não entendo outra realidade.  Uma boa refeição se torna especial com vinho!   E te digo, acredito que qualquer um entra fácil nessa onda.

Andar à noite, e em lugares vazios, a pé e/ou sozinha:  Sei que no Brasil isto é quase impossível.  Mas é tão gostoso!  Não só as minhas caminhadas, mas voltar de um jantar passeando tranquila ou braço a braço com o Roberto apreciando as belezas da cidade é tão, mas tão gostoso!  Fico realmente triste que algumas cidades não permitem mais isto!

Localização/Distância: Na Itália, Florença fica bem na rota de trem entre Milão e Roma.  Mais ou menos uma hora e meia de cada.  Fica perto da praia (1 hora), da montanha (também 1 hora) e de centenas de cidades lindas com seus museus, igrejas, mercados, praças, arquitetura e tradições a serem exploradas e deliciadas.  Querendo, cada fim de semana pode ser uma pequena aventura onde se explora e se degusta delícias e belezas!

Meus Florentinos! Cosimo, Allegra e Roberto, produtos DOCG da região!  Preciso de mais alguma razão para amar Florença?!!

Com tudo isto, o pessoal aqui da cidade ainda me vê com olhar estranho quando faço algumas coisas… vou falar sobre as estranhezas de Florença na quarta!

YOU MIGHT ALSO LIKE

Coisas que estranho de Florença…
November 06, 2017
Palazzo Pitti: O Museu Efêmero da Moda: Efêmero e Maravilha
June 14, 2017
Uma tarde em Florença
May 24, 2017
Artigianato e Palazzo
Artigianato e Palazzo 2017
May 22, 2017
Joias vintage na Ponte Vecchio!
March 24, 2017
Perfumaria artesanal linda em Florença, Aquaflor
February 01, 2017
Shopping Florença: onde comprar sem furar o bolso…
December 15, 2016
O que fazer no ano novo em Florença
December 14, 2016
O emocionante Ospedale degli Innocenti em Florença
November 17, 2016