Follow Me

Close
Encontrei este post de quase um ano atrás… Gostei e decidi repostar… Estava falando com alguns amigos sobre a pergunta neste post quando questionei o por quê às vezes se veem mesas onde todos os homens se sentam de um lado e as mulheres de outro.  Trouxe à tona o fato que é chato em alguns jantares […]
Continue Reading
Quando apoio a cabeça no travesseiro para dormir, a primeira e última coisa que penso é onde estão apoiadas as cabecinhas dos meus dois monstrinhos, Cosimo (22) e Allegra (20).  Foi neles que pensei e pelo meu amor a eles que chorei quando assisti o último episódio da série The Middle neste fim de semana. […]
Continue Reading
Tem momentos na vida que você diz para si mesma, EUREKA!!  Esses são especialmente importantes quando frutos de um trabalho sólido e cheio de amor.  A coleção da Maxior é assim…  Foi um dos maiores projetos que já fiz.  Desde o início, tudo foi se encaixando (explico mais AQUI).   As peças ficaram incríves!  Lindas e […]
Continue Reading
Ontem minha mãe, Costanza, e eu fomos a um lindo jantar na Casa Jereissati.  A anfitriã era a bela Iara Jereissati e a hóspede de honra Anna Dello Russo,  editora de moda e consultora criativa da Vogue Japão.  Como ela vem ao Brasil por convite da Dolce e Gabbana para eventos mais para o fim desta […]
Continue Reading
Toda linda com a maquiagem da Rafa que mostrei no post de ontem, a amiga Isabel Junqueira aproveitou e me pediu para fazer um vídeo sobre a sobrevivência em situações sociais para quem é tímido e desajeitado socialmente!  Realmente, dominar a conversa, e situações sociais, pode ser uma arte.  E nos anos criei um “acervo” com a […]
Continue Reading
Queridos, este texto da nossa querida amiga do Salotto, Cris M. Zanferrari  (seu blog Mania de Citação) acredito ser perfeito para terminar esta semana de introspecção que fizemos por aqui.  Lindo, tocante e tão verdadeiro, ele nos ajuda entender que a dor é um caminho.   Também, coincidentemente, hoje é o aniversário de 5 anos do […]
Continue Reading
Existe vida depois do divórcio?  SIM! Nunca me senti tão sem chão… Foi no verão de 2000.  Há alguns meses meu marido de 10 anos, pai dos meus filhos de 7 e 4 anos, se comportava estranhamente.  Estava em uma casa de veraneio com as crianças e ele ficara na cidade.  Sempre disponível no celular, […]
Continue Reading